Radar econômico

Maior desafio de Hollande será promover crescimento sem elevar despesas

Áudio 03:48
Mercados financeiros estarão atentos às primeiras medidas do governo Hollande.
Mercados financeiros estarão atentos às primeiras medidas do governo Hollande. REUTERS/Yuriko Nakao

O presidente eleito da França, François Hollande, conseguiu bater Nicolas Sarkozy nas urnas, mas a etapa mais difícil ainda está por vir: acabar com a crise econômica no país. Consciente dos graves rombos nas contas públicas francesas, Hollande promete diminuir o déficit a 3% do PIB até 2013 e promover o equilíbrio até o final do mandato. Para isso, o socialista pretende trazer de volta o crescimento no país e na Europa, mas a grande dúvida é saber como ele conseguirá cumprir a meta sem aumentar as despesas do Estado.