Acessar o conteúdo principal
BRICS

Emergentes aumentam participação em orçamento da ONU

Líderes dos BRICS após reunião neste ano. Sua participação no orçamento mostra mudança nas finanças mundiais
Líderes dos BRICS após reunião neste ano. Sua participação no orçamento mostra mudança nas finanças mundiais Reuters
Texto por: RFI
2 min

China, Brasil, Índia e outros países emergentes aceitaram aumentar suas contribuições para a Organização das Nações Unidas. A decisão que marca um novo acordo para o orçamento das Nações Unidas, vai evitar que o órgão caiu num precipício fiscal. A medida vai permitir que países europeus como Alemanha, França, Grã-Bretanha e Japão diminuam suas contribuições.

Publicidade

O orçamento da ONU para o período 2012 - 2013 será de 5 bilhões e 400 milhões de dólares. Os diplomatas estimam que o aumento dos repasses dos países emergentes é revelador das transformações que acontecem na economia mundial. O Brasil aceitou aumentar sua contribuição em 82%, o que significa elevar de 1,6 para 2,9% sua participação no orçamento global da ONU.

A China aumentou em 61% seus valores, que eleva de 3,2 para 5,1% sua participação no orçamento das Nações Unidas, o que supera países como Itália e Canadá. Os Estados Unidos permanecem como o maior contribuinte com valores que representam 22% do total do orçamento da ONU.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.