Acessar o conteúdo principal
Economia

Contrários a reduções, deputados europeus ameaçam vetar orçamento

Áudio 04:19
Parlamento Europeu, em Bruxelas.
Parlamento Europeu, em Bruxelas. REUTERS/Yves Herman/Files
Por: Lúcia Müzell
6 min

A aprovação de um novo orçamento para a União Europeia, para os próximos sete anos, deixou os críticos às políticas de austeridade ainda mais decepcionados. Pela primeira vez desde a sua criação, o orçamento europeu sofreu uma queda de 3% em relação ao pacote de 2006 a 2013, reflexo da crise que afeta as contas públicas dos países. Tão logo a decisão foi anunciada pelos chefes de Estado, no Parlamento os deputados europeus esbravejaram por não terem sido consultados e avisaram que pretendem vetar o projeto de orçamento, em votação que deve ocorrer em julho.

Publicidade

Entretanto, até lá um acordo poderá impedir um bloqueio, conforme Fabio Liberti, diretor de pesquisas do Instituto de Relações Internacionais e Estratégicas e especialista em política econômica da União Europeia.

Embora pouco significativa, a redução nos caixas vai impactar nos projetos de investimentos, vistos por muitos analistas como essenciais para a retomada do crescimento. O economista Jerôme Creel, do Observatório Francês da Conjuntura Econômica, explica essas consequências. 

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.