Acessar o conteúdo principal
UE/Imigração

OCDE diz que imigrantes são parte da solução para o envelhecimento da Europa

Migrantes africanos aguardam para passar na fronteira do Marrocos com a Espanha.
Migrantes africanos aguardam para passar na fronteira do Marrocos com a Espanha. REUTERS/Jesus Blasco de Avellaneda
2 min

Diante do envelhecimento da população, a União Europeia deveria utilizar melhor os imigrantes já instalados em seu território e atrair outros qualificados. A sugestão está contida em um relatório da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE) divulgado nesta quinta-feira (18).

Publicidade

A população em idade de trabalhar vai diminuir 2,2% até 2020 na União Europeia (pouco menos de 7,5 milhões de pessoas), lembra o documento, intitulado "Administrar as imigrações econômicas para responder melhor às necessidades do mercado de trabalho na Europa".

"Dado o grande número de pessoas sem emprego, um debate sobre as necessidades do mercado do trabalho, e o papel da imigração para responder a elas, não parece ser atual nem pertinente", reconhecem a OCDE e a Comissão Europeia.

Os dois organismos afirmam que apesar de ser essencial dar mais empregos aos jovens, mulheres e trabalhadores com mais de 50 anos, "as imigrações e os imigrantes também têm um papel a desempenhar".

Os autores do texto defendem uma maior mobilidade dentro da UE e uma melhor utilização dos imigrantes já presentes em território europeu, cujas qualificações são geralmente subaproveitadas.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.