Acessar o conteúdo principal
Alemanha/Economia

Alemanha adota salário mínimo pela primeira vez

A chanceler alemã Angela Merkel durante pronunciamento de Ano Novo na televisão.
A chanceler alemã Angela Merkel durante pronunciamento de Ano Novo na televisão. REUTERS/Maurizio Gambarini
Texto por: RFI
2 min

A partir de desta segunda-feira, primeiro de janeiro, entra em vigor na Alemanha o salário mínimo nacional, que não existia no país. Com o valor de € 8,50 por hora, o mínimo alemão é maior do que o seu equivalente em países como Estados Unidos e Reino Unido.

Publicidade

*Do correspondente da RFI em Berlim, Marcio Damasceno

O salário mínimo foi uma reivindicação do partido social-democrata, que apoia a atual coalizão de governo da chanceler Angela Merkel. A Alemanha era um dos setes dos 28 países da União Europeia que ainda não tinha salário mínimo nacional. Até agora, os patamares dos salários eram estipulados em um sistema de acordos setoriais entre associações patronais e sindicatos.

A lei do salário mínimo foi aprovada em julho acompanhada de diversas polêmicas e temores de empresários de que o salário mínimo fosse acarretar menos empregos e forçar as empresas a mudarem suas sedes para o exterior. Alguns alertaram que a Alemanha podia perder em competitividade com o salário mínimo nacional.

Adoção do salário mínimo será gradual

A lei, entretanto, não vale imediatamente para todas as profissões e prevê uma série de exceções. Algumas ocupações terão um período de carência, para elas, o mínimo passará a valer somente daqui a dois anos, em 2017.

Segundo o governo alemão, a partir deste ano, 3,7 milhões de trabalhadores alemães ganharão um aumento de salário, por causa do salário mínimo. O governo afirma que não haverá demissões por causa da nova lei. Outros temem que as pequenas empresas, principalmente, não poderão suportar os novos custos e terão que dispensar pessoal.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.