Espanha/Desemprego

Espanha registra em março maior queda do desemprego em 13 anos

O número de desempregados caiu em março na Espanha, confirmando a tendência de recuperação econômica do país.
O número de desempregados caiu em março na Espanha, confirmando a tendência de recuperação econômica do país. REUTERS/Andrea Comas

O desemprego caiu na Espanha no mês de março. Mais de 60 mil pessoas saíram do cadastro de desempregados em relação a fevereiro. Essa é a queda mais expressiva já registrada nesse período em 13 anos, segundo o governo.

Publicidade

Apesar do recuo do desemprego, o número de espanhóis sem trabalho continua elevado, tendo atingido 4.451.939 pessoas no final de março. O ministério do Trabalho e da Seguridade Social não divulga índices, mas, segundo o Instituto Nacional de Estatísticas, no final do ano passado, o desemprego afetava 23,7% da população ativa espanhola.

O chefe do governo conservador, Mariano Rajoy, declarou estar "muito contente" com os dados atualizados de março e lembrou, em entrevista à rádio pública RNE, que o governo fixou como meta retirar 500 mil pessoas do desemprego em 2015.

Em um comunicado, a secretária de Estado do Emprego, Engracia Hidalgo, destacou que os dados de março mostram "com clareza a consolidação de uma evolução sólida e positiva do mercado de trabalho".

A economia espanhola cresceu no ano passado 1,4%. De acordo com previsões que o país deve enviar à Comissão Europeia no final de abril, o crescimento em 2015 deve atingir 2,8%. Entusiasmado com a recuperação econômica do país, Rajoy acredita que a Espanha terá este ano "o maior crescimento de toda a União Europeia". O país é a quarta maior economia da zona do euro.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.