Alemanha testa renda básica de € 1.200 por mês durante 3 anos

A Alemanha vai experimentar um sistema de renda básica mensal de 1.200 euros, sem qualquer tipo de condição. informaram nesta terça-feira (1°) o Instituto Alemão de Pesquisa Econômica (DIW) que participa da iniciativa.
A Alemanha vai experimentar um sistema de renda básica mensal de 1.200 euros, sem qualquer tipo de condição. informaram nesta terça-feira (1°) o Instituto Alemão de Pesquisa Econômica (DIW) que participa da iniciativa. AP - Michael Probst

A Alemanha vai experimentar um sistema de renda básica mensal de € 1.200, sem qualquer tipo de condição. O salário será pago durante três anos a 122 pessoas que serão sorteadas entre quase dois milhões de voluntários, informou nesta terça-feira (1°) o Instituto Alemão de Pesquisa Econômica (DIW) que participa da iniciativa.

Publicidade

O sistema será financiado por doações de 181.000 contribuintes e o projeto será avaliado cientificamente em um estudo de longo prazo. "Nos próximos três anos queremos estudar empiricamente como e de que maneira o aporte regular de uma quantia de dinheiro superior ao nível de subsistência influencia no comportamento das pessoas", declarou Jürgen Schupp, do DIW.

Esta é a segunda iniciativa do tipo promovida pela organização privada de Berlim "Mein Grundeinkommen" ("Minha renda básica"). O primeiro experimento, em menor escala, foi realizado com pessoas de baixa renda, em 2017, quando 85 pessoas receberam durante um ano € 1.000 por mês.

Seleção sem critério de renda

Para o novo projeto lançado agora, os participantes foram escolhidos sem critério de renda, com o objetivo de ver como combinam o subsídio com um trabalho. As 122 pessoas selecionadas vivem sozinhas e têm entre 21 e 40 anos.

"Nesta faixa etária são tomadas as grandes decisões da vida. Queremos saber se e como uma renda básica incondicional afeta estas decisões", explicou Michael Bohmeyer, um dos pesquisadores. "O debate sobre a renda básica está dominado por convicções ideológicas. Queremos saber o que realmente acontece", completou.

O projeto tem o apoio de cientistas do Instituto Max Planck, da Universidade de Colônia e da Universidade de Tecnologia de Colônia.

O estudo também deseja entender se os beneficiários utilizam a nova liberdade em benefício da comunidade. A atribuição de uma renda básica, às vezes também chamada de "renda universal", já foi testada em outros países, mas com frequência foi limitada às pessoas socialmente desfavorecidas.

(Com AFP)

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.