Basquete/Mundial

"Chegou a hora da verdade para o Brasil", diz Federação Mundial de Basquete

Reuters

A velha rivalidade entre brasileiros e argentinos vai voltar à quadra esta noite, desta vez pelo Mundial de Basquete. Segundo o site da FIBA -Federação internacional de Basquete-, chegou a hora da verdade para a seleção do Brasil. Será que seus jogadores estarão à altura para vencer seus adversários? questiona a reportagem.

Publicidade

 SEgundo o site, a seleção verde amarela joga um basquete bonito e inteligente sob o comando do treinador argentino Ruben Magnano, o mesmo que levou à Argentina à final do Mundial em 2002 e à medalha de outro nas Olimpíadas de Atenas dois anos depois.

Os argentinos, no entanto, destaca a reportagem, têm um dos melhores técnicos da atualidade, Sergio Hernandez. O time alviceleste contará com a volta de Fabricio Oberto, afastado devido a um problema de uma gastroenterite.

Em entrevista à Federação Internacional de Basquete, um dos grandes ídolos argentinos, Luis Scola, diz que os Brasil tem excelentes jogadores com uma conexão muito forte especialmente entre Marcelo Huertas e Tiago Splitter. Scola espera que Tiago não esteja muito inspirado esta noite.

Brasil e Argentina é o último jogo pela fase das oitavas de final. Quem ganhar vai enfrentar na fase seguinte o vencedor do duelo entre Lituânia e China que também jogam nesta terça-feira no ginásio Sinal Erdem Dome em Istambul, local de todos os jogos.

Sérvia, Espanha, Turquia, Eslovênia, Estados Unidos e Rússia são as outras equipes já classificadas para as quartas-de-final do Mundial de Basquete.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.