Espanha celebra "Grand Slam" de Nadal

O tenista Rafael Nadal, ao vencer o US Open nesta segunda-feira.
O tenista Rafael Nadal, ao vencer o US Open nesta segunda-feira. Reuters

A Espanha está em festa. Depois da conquista do título de campeã no futebol, na Copa do Mundo da África do Sul, e da terceira vitória do ciclista Alberto Contador na Volta da França, o país agora celebra outro feito histórico: o do tenista Rafael Nadal, que ao vencer o US Open nesta segunda-feira, entrou no grupo seleto de atletas que ganharam os 4 Grande Slams do circuito profissional.

Publicidade

"Nadal entra no Olimpo", foi a manchete escolhida pelo diário El Mundo para comemorar a conquista do tenista, o primeiro espanhol a faturar o Career Grand Slam. "Nadal, entre as lendas do tênis", escreveu o jornal El País, o mais importante da Espanha.

" A História aos pés de Nadal", titula o esportivo Marca, que valoriza a conquista ao lembrar que apenas o espanhol , o suíço Roger Federer e o americano André Agassi ganharam em superfícies diferentes. 

Final 

Rafael Nadal entrou para a historia do tênis mundial ao vencer nesta segunda-fera, pela primeira vez, o Aberto dos Estados Unidos contra o sérvio Novak Djokovic, por 3 sets a 1, parciais de 6-4, 5-7, 6-4 e 6-2. Aos 24 anos, Nadal conquistou o nono Grand Slam de sua carreira, depois de conquistar 5 títulos em Roland-Garros, dois em Wimbledon e um no Aberto da Austrália. Ele entrou para o seleto circuito de tenistas tendo conquistado o Career Grand Slam, isto é, o titulo dos quatro maiores torneios do circuito ATP. Antes de Nadal, somente seis tenistas conseguiram essa performance: Roger Federer, Andre Agassi, Rod Laver, Roy Emerson, Don Budge et Fred Perry.

A partida contra Djokovic durou mais de três horas e meia e teve de ser interrompida por causa da chuva. 

« Eu tenho 24 anos. Para mim é um sonho ter conquistado o Career Slam! E mais importante, o Aberto dos Estados Unidos », disse Nadal durante coletiva de imprensa, após a partida. « São momentos inesquecíveis. Eu trabalhei duro em toda minha vida, enfrentei momentos difíceis para estar aqui. Eu nunca pensei que pudesse ganhar os 4 Grand Slams », desabafou. 

Ranking 

Com a conquista do US Open, o espanhol aumentou para 12.025 o número de pontos no ranking da ATP, divulgado nesta terça-feira. Além de confirmar a boa fase do espanhol como melhor tenista da atualidade, o ranking mostrou que Novak Djokovic voltou a superar Roger Federer. O sérvio voltou a tomar do suíço o segundo lugar do ranking após ter eliminado justamente Federer do Aberto dos Estados Unidos em um jogo dramático de 5 sets, vitória conquistada após ter salvado dois match points. Outra mudança no ranking foi a entrada no Top Ten do russo Mikhail Youznhy, que depois da bela campanha no US OPEN passou de 14° para 9° do ranking. O paulista Thomaz Belluci, melhor brasileiro classificado ocupa a 27ª posição do ranking da ATP.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.