Americanos vêm à França investigar doping de Armstrong

O americano Lance Armstrong durante a oitava etapa da volta a França 2010.
O americano Lance Armstrong durante a oitava etapa da volta a França 2010. Reuters

O ciclista norte-americano Lance Armostrong, heptacampeão da Volta da França, será alvo de uma investigação no país por doping. Peritos vêm do Colorado para analisar com os colegas franceses se o fenômeno das duas rodas utilizou ou não substâncias proibidas.

Publicidade

Nos próximos dias, na cidade de Lyon, no sul, dois peritos da agência antidoping dos Estados Unidos, vão se encontrar com representantes da AFLD - Agência Francesa de Luta contra o Doping. Existe um acordo internacional de cooperação nesta área e os americanos querem aproveitar. O motivo da viagem dos especialistas à França é simples: a agência armazena amostras da urina de Armstrong, coletadas durante suas participações na Volta.

No primeiro semestre deste ano, o vencedor da Volta da França em 2006, Floyd Landis, perdeu o título ao ser confirmado que usou testosterona. Depois deste fato, Floyd Landis botou a boca no mundo e acusou o supercampeão Lance Armostrong de doping permanente entre 2002 e 2006.

Em depoimento à União Ciclística Internacional e à Federação Americana de Ciclismo; Floyd Landis deu detalhes minuciosos sobre o doping do colega, explicando que ele utilizava EPO, esteroides, hormônios de crescimento, além de fazer tratamentos experimentais com insulina e hormônio feminino.

Lance Armostrong, por seu lado, nega radicalmente todas as acusações.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.