Acessar o conteúdo principal

Fifa encerra caso de suspeita de corrupção envolvendo Ricardo Teixeira

O presidente da CBF, Ricardo Teixeira.
O presidente da CBF, Ricardo Teixeira. Marcello Casal Jr/ABr
Texto por: RFI
2 min

Em comunicado divulgado hoje, em Paris, a Fifa diz que o caso de suspeita de corrupção envolvendo o presidente da CBF, Ricardo Teixeira, e outros dois dirigentes da entidade está encerrado.

Publicidade

A Fifa destaca na nota que um tribunal suíço investigou as denúncias em junho de 2008 e inocentou todas as pessoas ligadas à entidade. Ontem, um documentário da televisão britânica BBC voltou à carga contra Teixeira.

O jornalista da BBC Andrew Jennings disse ter obtido novos documentos revelando depósitos feitos pela empresa de marketing esportivo ISL a responsávais da Fifa, entre eles Teixeira.
Embora o presidente da CBF minimize as acusações, o fato é que o assunto atrai interesse da imprensa europeia.

O jornal francês Libération de hoje afirma que no domingo o jornal suíço Tages-Anzeiger trouxe a informação de que Teixeira e os presidentes da Confederação Sul-americana, o paraguaio Nicolas Léos, e da Confederação Africana, o camaronês Issa Hayatou, receberam depósitos irregulares da ISL, empresa que comercializava os direitos de transmissão dos jogos da Copa do Mundo na década de 90.

Teixeira teria recebido 12 milhões de francos suíços, escreve Libération, cerca de 20 milhões de reais.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.