Fifa nega mudança no calendário de jogos internacionais

A Federação Internacional de Futebol (Fifa) negou, nesta quinta-feira, que tenha a intenção de modificar o calendário dos jogos internacionais, ao contrário do que foi publicado nesta quarta-feira, pelo jornal alemão Sport Bild.

Publicidade

Em um comunicado sucinto, a Federação afirma que "não existe atualmente nenhum projeto concreto para a alteração do calendário".
A Fifa explica, ainda, que um eventual pedido para que a Copa do Mundo de 2022 seja realizada no inverno e não no verão deve ser feito, antes de mais nada, pela Federação de Futebol do Quatar, país que vai organizar a competição.

A escolha do Qatar para sediar a Copa 2022 causou polêmica. Nos meses de junho e julho, quando o Mundial é disputado, a temperatura no país pode chegar a 50ºC.Para amenizar o forte calor, o governo do Qatar prometeu estádios climatizados, mas há pressões para que o Mundial seja disputado no começo do ano, quando é inverno no Qatar e as temperaturas são mais amenas.

A mudança, entretanto, criaria outro problema. O calendário de clubes e seleções teria que sofrer mudanças. O jornal Sport Bild afirmou, nesta quarta-feira, que a Fifa e a Uefa, a Federação Europeia de Futebol, iriam apresentar, em breve, uma reforma do calendário, com um período consagrado unicamente às seleções nacionais, outro para jogos dos clubes e um pequeno torneio entre equipes nacionais.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.