Federer e Djokovic vão à semifinal no Open da Austrália

O suíço Roger Federer no Aberto da Austrália
O suíço Roger Federer no Aberto da Austrália Reuters

O suíço Roger Federer garantiu nesta terça-feira seu lugar nas semi-finais do Aberto da Austrália ao despachar seu compatriota Stanislas Wawrinka com uma vitória bem tranquila: 3 sets a 0. As parciais, 6/1, 6/3 e 6/3 demonstram bem que o atual número 2 do mundo está disposto a manter seu título.

Publicidade

Na defesa de sua coroa, Federer só perdeu até agora 3 sets em jogos 5 jogos. No final do duelo contra Wawrinka, 19° do ranking, Federer disse que conseguiu sacar bem e se manter firme em quadra, resultado em uma ótima apresentação. Segundo ele, o fato de ter ganhado facilmente o primero set colocou muita pressão em Wawrinka o que acabou facilitando seu jogo. Em 1 hora e 47 minutos, a partida estava selada. Em entrevista, Roger Federer, falou da importância da experiência em seu desempenho já que na Austrália ele igualou o recorde de Jimmy Connors ao ter chegado à vigésima oitava quarta-de-final seguida de um Grande Slam.

 

"A experiência não faz você ganhar um jogo mas eu sei e qualquer adversário sabe que é uma situação que eu já vivi tantas vezes que eu não vou entrar em pânico. Tenho a impressão que se eu perder essa partida, eu vou jogar outra quarta-de-final na minha carreira. Isso me deixa sereno. Não tenho muitos problemas de jogar bem contra um adversário, mesmo quando ele é difícil", disse o suíço.

 

Roger Federer vai disputar uma vaga na final com Novak Djokovic. Nesta terça-feira o sérvio passou pelo tcheco Tomas Berdych por 3 sets a 0. As parciais foram de 6/1, 7/6 (7/5) e outro 6/1. Os dois vão reeditar a edição de 2008 do torneio quando Djokovic, bateu o suíço, foi à final e faturou o troféu.

Amanhã saem outros dois semi-finalistas dos confrontos entre os espanhóis Rafael Nadal e David Ferrer e do ucraniano Alexander Dolgopolov e o britânico Andy Murray.

 

Feminino

 

Carolina Wozniacki encontrou uma pedreira pela frente e teve muitas dificuldades para vencer, de virada, a italiana Francesca Schiavone na partida das quartas-de-final. Depois de perder o primeiro set por 6/3, a dinamarquesa, de 20 anos, venceu os dois sets seguintes por 6/3 e novamente 6/3. Wozniacki que é a atual número um do mundo mas ainda não tem nenhum título de Grand Slam, vai disputar uma vaga na final com a chinesa Na Li que derrotou a alemã Andrea Petkovic por dois sets a zero, parciais de 6/2 e 6/4. É a segunda vez que Na Li chega às semi-finais na Austrália. Caso vença a dinamarquesa, ela pode entrar para a história de seu país como a primeira tenista chinesa a chegar a uma final de Grand Slam. Nesta quarta-feira, Vera Zvonareva vai enfrentar Petra Kvitova e a belga Kim Clijsters vai disputar a outra vaga nas semi-finais contra a polonesa Agnieszka Radwanska.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.