Futebol

Leonardo será o diretor esportivo do clube francês PSG

O treinador brasileiro Leonardo.
O treinador brasileiro Leonardo. Reuters

Ainda não é oficial, mas a declaração foi feita pelo presidente do Paris Saint-Germain, Robin Leproux, em entrevista ao jornal Le Parisien desta sexta-feira. Leproux foi confirmado no cargo por Nasser Al-Khelaifi, representante da empresa QSI (Qatar Sports Investments) do Qatar, novos proprietários do PSG.

Publicidade

Na entrevista, Robin Leproux disse que Leonardo ainda não assinou nenhum contrato e oficialmente ainda trabalha na Inter de Milão, mas confirmou que o brasileiro vai assumir o cargo de diretor esportivo no PSG e terá a missão de acelerar o desenvolvimento e a estratégia esportiva do clube.

Leproux negou que os proprietários tenham oferecido seu cargo de presidente do clube a Leonardo, desmentindo rumores de que o treinador pudesse assumir a presidência do PSG. “Não acho que o cargo corresponda ao perfil de Leonardo nem seria de seu interesse”, disse Leproux ao Le Parisien. Caso seja confirmada a contraração, Leonardo voltará como executivo de um clube que defendeu como jogador na temporada de 97 a 98.

Sobre as ambições dos investidores do Qatar, o presidente do PSG disse que há a perspectiva de criar uma equipe de alto nível no futebol europeu e, para isso, existe a disposição de injetar grandes somas de dinheiro em contratações. No entanto, ele não revelou nomes.

Informações publicadas na imprensa indicam que Leonardo poderia trazer para o PSG o atacante brasileiro Kaká, de quem é amigo.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.