Acessar o conteúdo principal
Tênis/Miami

Depois de título em Miami, Djokovic se prepara para conquistar Roland Garros

O tenista sérvio Novak Djokovic ergue o troféu de campeão do Masters 1000 de Miami.
O tenista sérvio Novak Djokovic ergue o troféu de campeão do Masters 1000 de Miami. Reuters
3 min

O número 1 do mundo, o sérvio Novak Djokovic, vencedor dos dois principais torneios do ano, o Aberto da Austrália, em janeiro, e o Masters 1000 de Miami, no domingo, encara a partir de agora a temporada de terra batida tendo como principal objetivo a conquista do único Grande Slam que lhe falta na carreira, o do Aberto da França.

Publicidade

Aos 24 anos, Djokovic manteve seu título em Miami com uma performance que ele mesmo julgou “muito impressionante” já que não concedeu nenhum set sequer ao longo da competição. Na final, o sérvio venceu o britânico Andy Murray por 2 sets a 0 com parciais de 6/1 e 7/4.

Em Miami, Djokovic ganhou 55 dos 60 serviços (92%) e defendeu 25 dos 30 break points. Ao vencer a final na Flórida, Djokovic assinalou sua 90ª vitória desde janeiro de 2011. Desde então, teve início a chamada “era Djokovic” marcada pela conquista de 12 das 13 finais que disputou (perdeu em Cincinnati por abandono) e as vitórias em 10 dos 14 Grande Slam e Masters 1000 disputados.

Apesar da tentativa de se esquivar das perguntas sobre suas ambições em Roland Garros, Novak Djokovic espera ganhar o único título de Grande Slam que lhe falta na carreira.

Mas antes, ele terá pela frente o torneio de Monte Carlo, também de terra batida que lhe servirá de aperitivo para o saibro parisiense. “Meu resultado em Miami é muito motivante para enfrentar a terra batida; vou chegar a Monte Carlo com mais confiança. Vou começar forte, quero chegar longe no torneio”, afirmou.

Roland Garros é uma das prioridades do sérvio já que um título de campeão do Aberto da França poderá fazê-lo igualar o feito que ninguém conseguiu desde o australiano Rod Laver em 1969: ganhar os 4 Grande Slams seguidos.

E de quebra entrar no seleto grupo de tenistas a ganhar os 4 torneios mais importantes do tênis desde o início da era Open (1969), mesmo que em anos diferentes: Laver, o americano André Agassi, o suíço Roger Federer e o espanhol Rafael Nadal.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.