Acessar o conteúdo principal
Cristiano Ronaldo/Bola de Ouro

Cristiano Ronaldo é o vencedor do Bola de Ouro 2013 da Fifa

Cristiano Ronaldo, Bola de Ouro 2013.
Cristiano Ronaldo, Bola de Ouro 2013. REUTERS/Arnd Wiegmann
4 min

O atacante português Cristiano Ronaldo foi o grande vencedor do Prêmio Bola de Ouro 2013 entregue em uma cerimônia na noite desta segunda-feira (13), na sede da Fifa, em Zurique. Ele disputou o troféu com o argentino Lionel Messi, do Barcelona, e com o francês Franck Ribéry, do Bayern de Munique. A festa teve uma homenagem especial a Pelé, que ganhou uma Bola de Ouro como o Prêmio de Honra pela sua carreira e contribuição ao futebol.

Publicidade

“O nome é.... “ Ao abrir o envelope com o nome do vencedor do Bola de Ouro, Pelé quis deixar um suspense que ele mesmo havia rompido no dia anterior ao revelar que o craque português levaria o prestigioso troféu.

“Não há palavras para descrever esse momento”, disse o número 7 do Real Madri antes das primeiras lágrimas escorrerem pelo rosto. “Estou muito feliz”, começou a frase de agradecimento os companheiros do Real Madri, de Portugal, aos dirigentes da federação portuguesa de futebol e até à namorada Irina.

Durante seu breve discurso, feito ao lado do filho, Cristiano Ronaldo também rendeu homenagens a Eusébio, craque de Portugal dos anos 60, morto na semana passada.

Ao escolher Cristiano Ronaldo, o prêmio contemplou o talento individual sobre o coletivo já que o português não conquistou nenhum título na última temporada, mas foi decisivo ao marcar os três gols da vitória sobre a Suécia que garantiu a presença de Portugal na Copa de 2014 e ainda brilhou com a camiseta do seu clube. Foram 69 gols na temporada.

Cristiano Ronaldo obteve 27,99% dos votos, à frente de Messi com 24,72%, que ficou em segundo, e 23,36% para Ribéry, terceiro lugar e certamente o mais decepcionado, já que dificilmente irá repetir a excepcional temporada que teve com o Bayern de Munique. O time alemão faturou todas as competições que disputou e entre 5 troféus, está o da Liga dos Campeões da Europa e o Mundial de Clubes.

Feminino

Na disputa pela Bola de Ouro da categoria feminina, entre as três finalistas do, estava a brasileira Marta. Ela não era a favorita, e o troféu ficou com a goleira da seleção alemã Nadine Angerer, campeã europeia de 2013.

Neymar foi outro brasileiro que chegou à final mas volta para casa de mãos abanando. O atacante concorria ao Prêmio Puskás de gol mais bonito, pelo belo chute de fora da área que abriu a goleada de 3 a 0 do Brasil sobre o Japão na Copa das Confederações. Mas o troféu foi para as mãos do sueco Zlatan Ibrahimovic pelo belíssimo gol, de bicicleta, de fora da área, que marcou na vitória da Suécia contra a Inglaterra no amistoso em Estocolmo.

Jupp Heynckes, conquistou o prêmio de Melhor Treinador do Ano. O ex-técnico do Bayern de Munique,superou, desta forma, Alex Ferguson e Jurgen Klopp, outros dois finalistas. No feminino, Silvia Neid, treinadora da seleção alemã foi eleita a Melhor Treinadora do Ano.

Além disso, a Fifa também entregou o prêmio de Fair Play para a Federação de Futebol do Afeganistão. A cerimônia de premiação teve início com a revelação da equipe dos 11 melhores jogadores de 2013. Entre eles, dois brasileiros: o lateral direito Daniel Alves e o zagueiro Thiago Silva, capitão da seleção brasileira.

Homenagem a Pelé

O próprio Pelé já havia revelado no domingo que iria recebe o prêmio especial da Fifa. O presidente da entidade, Joseph Blatter foi ao palco resumir o que significou Pelé para o futebol, o único jogador a ser chamado de Rei e que é um embaixador desse esporte mundo afora.

“Trata-se de um prêmio excepcional”, declarou Blatter ao dizer que Pelé é o único capaz de ser agraciado com o Prêmio de Honra Bola de Ouro. Um vídeo lembrou os momentos marcantes da carreira de Edson Arantes do Nascimento, como as conquistas de 58, 62 e 70 e os mais de 1.200 gols na carreira.

Emocionado Pelé se emocionou e em meio a lágrimas, agradeceu a Deus por uma carreira tão longa no futebol, quase 30 anos. Ele brincou ao dizer que tinha ciúmes dos que haviam ganhado o prêmio, que na sua época, só era concedido a quem jogava na Europa. “Agora com essa Bola de Ouro, minha coleção de prêmios está completa”, resumiu sob aplausos.

Mundial de 2014

Para promover a Copa no Brasil, a Fifa chamou ex-campeões mundiais representando diversas conquistas. Pelé chegou a dividir o palco com Amarildo, e Cafu, capitão da Copa vencida em 2002. No seu discurso, Amarildo chegou a revelar que está preocupado com o espetáculo das torcidas brasileiras nos campos de futebol e disse esperar que os torcedores sejam “mais disciplinados” durante o Mundial. “O Brasil tem tudo para tirar a mancha negra da derrota (de 1950) no Maracanã. Podemos ser campeões”, afirmou.

Questionado sobre um conselho a dar aos atuais jogadores da seleção, o ex-campeão Cafu declarou: “meu conselho é para que os jogadores da seleção esqueçam suas vaidades pessoais e joguem como um verdadeiro time”.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.