Tênis/Xangai

Federer vence em Xangai e volta a ser o 2° do ranking

RRoger Federer beija o troféu conquistado neste domingo (12) no Masters 1000 de Xangai.
RRoger Federer beija o troféu conquistado neste domingo (12) no Masters 1000 de Xangai. Reuters

O tenista suíço, Roger Federer, venceu neste domingo (12) o francês Gilles Simon e conquistou o Masters 1000 de Xangai. Esse era um dos últimos títulos que Federer ainda não tinha em seu currículo. Com o resultado, o suíço, atual número três do mundo, voltará a ocupar a 2ª posição do ranking da ATP.

Publicidade

A final em Xangai foi equilibrada. Federer venceu por 2 sets a 0, parciais de 7/6 e 7/6. O tenista de 33 anos mostra que ainda está longe da aposentadoria. Ele conquistou em Xangai seu 23° troféu de Masters e o 81° título de sua carreira.

“É um grande prestígio ganhar este torneio. Levantar esse troféu pela primeira vez foi muito agradável. Fiquei feliz com o jeito como joguei”, disse o tenista em entrevista coletiva à imprensa, após a partida.

Excelente temporada

Desde o início da temporada, Federer teve 61ª vitórias e venceu quatro torneios, sendo dois Masters. Ele passará a ocupar, a partir de segunda-feira (13), o segundo lugar no ranking mundial da ATP, destronando o espanhol Rafael Nadal.

Em 2013, ano em que teve o rendimento prejudicado por uma contusão nas costas, o suíço obteve 45 vitórias.

O francês Gilles Simon, de 29 anos, disputava sua segunda final de um Masters 1000 desde 2008, quando perdeu o torneio de Madri para o escocês Andy Murray. Com seu surpreendente desempenho em Xangai, o francês atual número 29 do ranking, vai pular para a 18ª posição e voltar a integrar o Top 20.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe todas as notícias internacionais baixando o aplicativo da RFI