Acessar o conteúdo principal
Fifa/Eleição

Francês Jérôme Champagne se candidata à presidência da Fifa

Jérôme Champagne, candidato à presidência da Fifa, defende mudanças e transparência dentro da entidade máxima dentro do futebol.
Jérôme Champagne, candidato à presidência da Fifa, defende mudanças e transparência dentro da entidade máxima dentro do futebol. REUTERS/Arnd Wiegmann/Files
Texto por: RFI
2 min

O ex-secretário-geral da Fifa, Jérôme Champagne, anunciou oficialmente nesta sexta-feira (23) que é candidato à presidência da entidade máxima do futebol. O francês, de 57 anos, apresentou as cinco cartas de apoio necessárias para viabilizar sua candidatura, como exige as normas da Fifa. 

Publicidade

Champagne defende mudanças dentro da entidade e diz que, para reformá-la, é preciso conhecê-la por dentro. Segundo ele, seus 11 anos como funcionário lhe dão legitimidade para o cargo. "O momento é grave, precisamos de uma Fifa forte. A Fifa tem 111 anos, fez muitas coisas boas, mas agora chegou o momento de fazer reformas", declarou.

Entre suas prioridades, ele citou "adaptar a governança da Fifa às realidades do mundo atual, aplicar os mais exigentes parâmetros de transparência e ética e modernizar a administração".

Jérôme Champagne é o quarto candidato declarado à presidência da Fifa que conseguiu o número mínimo de cartas para concorrer ao cargo. Antes deles, se apresentaram outro francês, Michel Platini, presidente da Uefa e atualmente suspenso pela Fifa, o príncipe jordaniano Ali bin al-Hussein e o ex-capitão de Trinidad e Tobago, David Nakhid.

O prazo final para apresentar as candidaturas termina na próxima segunda-feira (26). A eleição será no dia 26 de fevereiro.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.