Acessar o conteúdo principal
Copa 2018

Brasil está longe de ter conquistado seu lugar na Copa, diz imprensa francesa

O jornal Le Monde comenta o descontrole emocional da seleção brasileira na Copa do Mundo.
O jornal Le Monde comenta o descontrole emocional da seleção brasileira na Copa do Mundo. Reprodução jornal LeMonde
Texto por: RFI
3 min

Argentina, Brasil e Alemanha: três grandes seleções campeãs no futebol iniciam a semana sob tensão, anuncia o jornal Le Figaro, comentando os desafios dos últimos jogos na primeira fase da Copa do Mundo. "Neymar e seus amigos não têm o direito de errar na quarta-feira (27) contra a Sérvia", declara o diário conservador.

Publicidade

A imprensa francesa diz que o Brasil está longe de ter conquistado seu lugar no Mundial da Rússia. O estado emocional da seleção brasileira – com os ataques de nervosismo de Neymar e o choro do camisa 10 no final da vitória arrancada a fórceps contra a Costa Rica – dá uma imagem negativa da equipe do técnico Tite.

Em sua edição de segunda-feira (25), o Le Monde analisa as emoções exageradas dos brasileiros em campo. "Em um simples jogo da primeira fase da Copa, Tite rolou na grama de terno e gravata, depois de sua equipe marcar dois gols no tempo adicional, num acesso febril de alegria", destaca o jornal. O comentário dá a entender que o Brasil deveria tirar de letra a partida com os costarriquenhos. O choro de Neymar ajoelhado no estádio de São Petersburgo também foi sintomático. "Tudo indica que o trauma da derrota por 7 a 1 para a Alemanha, em 2014, no Brasil, não foi totalmente superado", escreve o Le Monde. "A menor dificuldade parece deixar a seleção brasileira à flor da pele", acrescenta o jornal.

Neymar é garoto mimado, diz Le Monde

Mais do que qualquer outro jogador, Neymar encarnou a instabilidade e o nervosismo da equipe brasileira, oferecendo um final de jogo de lances incríveis, observa o Le Monde. Elogiando a técnica do atacante do PSG, o jornal cita a marca de 44 passes bem-sucedidos em 49 tentativas, e três dribles inacreditáveis em seis ocasiões. No final da partida, Neymar ainda demonstrou malícia para marcar o gol depois de uma assistência perfeita de Douglas Costa, acrescenta o texto.

Mas Neymar também se destacou pela agressividade e as reclamações em campo, a ponto de tomar um cartão amarelo. "Neymar é um garoto mimado ou um capitão de equipe?", questiona o diário francês, respondendo que ele mais parece "um garoto mimado".

Com reportagem da jornalista brasileira Isabela Pagliari, na Rússia, a rádio Europe 1 diz que Marcelo já está tomando a liderança no vestiário brasileiro diante da complicada situação de Neymar.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.