Acessar o conteúdo principal

“Loucura”, “Surpreendente”, diz imprensa francesa sobre classificação do PSG para as semifinais da Liga dos Campeões

Eric Maxim Choupo-Moting félicité par Neymar après son but pour la victoire du PSG contre l'Atalanta au stade de la Luz, le 12 août 2020
Eric Maxim Choupo-Moting félicité par Neymar après son but pour la victoire du PSG contre l'Atalanta au stade de la Luz, le 12 août 2020 POOL/AFP
Texto por: RFI
6 min

A  surpreendente e emocionante vitória do Paris Saint-Germain, de virada nos minutos finais dos acréscimos da partida contra o Atalanta Bergamo, é saudada por toda a imprensa francesa desta quinta-feira (13). O resultado de 2 a 1 garantiu a sonhada classificação para as semifinais da Liga dos Campeões da Europa, feito que o clube não alcançava há 25 anos.

Publicidade

“Feliz Aniversário”, escreveu o jornal L’Équipe em referência ao dia em que o clube completou 50 anos. A comemoração não poderia ser mais sofrida e suada, tamanha a dificuldade que o time parisiense teve para superar o Atalanta Bergamo, uma da surpresas desta edição da competição.

O time italiano abriu o placar no primeiro tempo e manteve o resultado até o minuto final do tempo regulamentar. Mas nos acréscimos, quando poucos torcedores parisienses ainda acreditavam em uma reviravolta, veio a virada impressionante. Em pouco mais de dois minutos, Marquinhos empatou e, na sequência, segundos depois, Choupo-Moting garantiu a vitória que colocou o PSG na semifinal.

“Loucura”, estampou o jornal esportivo francês na sua manchete com a cena dos jogadores em êxtase no gramado, após o gol da classificação. 

“Esse time tem brio, garra, muitos talentos individuais e um toque de loucura que realmente o autoriza a ir mais longe”, constata L’Équipe, que elogia a postura da equipe em campo até o último minuto, refletindo a imagem de união exibida recentemente pelos jogadores também fora dos gramados. 

Ao analisar a partida, o diário esportivo credita a entrada de Mbappé, no segundo tempo, como o fator fundamental para o sucesso do PSG. Ele trouxe a profundidade e a movimentação que o time não tinha com Sarabia, diz o texto.

Mas os elogios vão também para Choupo-Moting, que teve seu contrato prolongado para terminar a temporada. No primeiro gol, foi dele o lançamento para Neymar, que encontrou Marquinhos na área para empatar a partida. E na sequência, foi o atacante camaronês que empurrou a bola para o fundo das redes e decretou a vitória surpreendente. 

O diário reservou um artigo para falar apenas de Neymar que, segundo L’Équipe, teve uma noite particular. Fantástico com a bola nos pés por longos momentos, mas terrivelmente ineficiente, ele esteve na origem dos dois gols do Paris Saint-Germain, diz a reportagem. “O brasileiro, contratado há três anos para esse tipo de situação, esteve à altura desta noite lisboeta”, constata o jornalista Hugo Delon. No entanto, ele diz que não se lembra de ter visto tantas ocasiões desperdiçadas por Neymar em sua carreira. 

Como costuma fazer em todas as partidas, L’Équipe distribuiu notas para o desempenho da partida e Neymar, juntamente com o goleiro Keylor Navas, teve 7, a mais alta da noite. 

Nos anais da competição 

“Paris surpreendente”, estampou em sua manchete o diário Le Parisien, ilustrada com uma foto de Neymar celebrando com Choupo-Moting o gol que garantiu a vitória suada do time francês sobre o Atalanta Bergamo.

O jornal diz ainda que foi “milagroso” o que aconteceu no Estádio da Luz, em Lisboa. Segundo o enviado especial do Le Parisien, Dominique Séverac, a vitória “incrível” já está nos anais da Liga dos Campeões da Europa.

Graças a Choupo-Moting, que fez o segundo gol nos acréscimos de uma partida “louca, louca, louca”, descreve.

O artigo lembra que o atacante, que é constantemente alvo de gozação por até já ter impedido um gol de sua própria equipe, nem deveria estar em campo, uma vez que seu contrato chegou ao fim. No entanto, graças à Covid-19, ele voltou a atuar e foi o herói da partida.    

O resultado de 2 a 1 é uma das reviravoltas dentro de campo mais doidas dos últimos anos, um pouco à imagem da Liga dos Campeões este ano, que oferece partidas incríveis, com um grau de adrenalina no seu clímax, diz o texto.

Neymar leva o PSG a sonhar 

Le Parisien dedica parte do texto a elogiar o comportamento e a atuação de Neymar. Ele viveu varias emoções nesta noite e, por uns momentos, foi o único jogador a se destacar em meio a uma equipe que estava apática. Mas para o diário parisiense, o camisa 10 se portou como um verdadeiro líder e não desistiu em nenhum momento. 

Sem esquecer que o atacante brasileiro teve boas oportunidades de marcar ao menos dois gols certos, Le Parisien revela que seus erros levaram ao desespero seus companheiros. Eleito melhor em campo, ele expressou no final suas ambições, em entrevista após a partida: “Foi uma noite formidável”, concluindo com “espero que chegaremos à final, nunca pensei na eliminação”. 

“Louco, louco, louco!”, exclamou  Le Figaro ao se referir à reviravolta do placar no final da partida contra o Atalanta Bergamo.  Falta de ritmo, de condição física ou de agressividade? Os parisienses estavam sendo devorados pelos italianos, diz o jornal sobre a maneira como o Atalanta Bergamo pressionava o PSG. 

Era preciso ser eficaz, mas Neymar falhou várias vezes, relata o jornal. Para Le Figaro, a entrada de Mbappé foi decisiva para reverter o rumo da partida, que tem um herói quase acidental. “Não era para ele estar ali”, lembra o diário francês sobre Choupo-Moting, conhecido mais pelas suas mancadas do que pelos gols. Mas o atacante, que não tinha sido inscrito para a segunda parte da Champions League, acabou assinando um contrato temporário para terminar a temporada e a sequência pertence à História, diz o texto. 

Le Figaro reserva a Neymar suas palavras mais elogiosas e esperançosas: o ex-jogador do Barcelona foi decisivo, apesar de que poderia ter sido mais ainda. “A boa notícia é que ele tem fogo nas pernas e ninguém deve duvidar que o sucesso vai chegar”, diz o texto.  "O PSG pode sonhar", escreve o jornal em sua manchete. 

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.