Lyon repete melhor campanha na história da Champions com brasileiros de "cabeça erguida"

O jogador brasileiro Bruno Guimarães, do Lyon, em disputa de bola com Joshua Kimmich, do Bayern de Munique, na semifinal da Liga dos Campeões, na noite de quarta-feira (19).
O jogador brasileiro Bruno Guimarães, do Lyon, em disputa de bola com Joshua Kimmich, do Bayern de Munique, na semifinal da Liga dos Campeões, na noite de quarta-feira (19). REUTERS - POOL

Faltou pouco para acontecer a primeira final francesa da história na Liga dos Campeões da Europa. Mas, mesmo assim, a derrota do Lyon por 3 a 0 para o Bayern de Munique, na quarta-feira (19) em Lisboa, marcou o melhor desempenho de dois clubes da França juntos na principal competição europeia de clubes. Assim como havia ocorrido em 2010, o clube que tem Juninho Pernambucano atualmente como diretor esportivo e seis brasileiros no elenco, foi eliminado na semifinal e repetiu a sua melhor campanha da história.

Publicidade

Tiago Leme, de Lisboa, especial para a RFI 

Há dez anos, o Lyon caiu diante do próprio Bayern na mesma fase, ao perder por 1 a 0 e 3 a 0. Depois, o time alemão foi derrotado na final pela Inter de Milão, por 2 a 0.

Na semifinal desta terça, Gnabry, duas vezes, e Lewandowski, fizeram os gols no estádio José Alvalade, na capital portuguesa. Este resultado definiu a grande decisão da Champions League, no domingo (23), entre Paris Saint-Germain, que vai jogar esta decisão pela primeira vez na história, e Bayern de Munique, que disputará o título europeu pela 11ª vez.

Apesar da eliminação, Lyon surpreendeu na competição europeia. O time, que começou a temporada com o brasileiro Sylvinho como treinador e agora é comandado por Rudi Garcia, mostrou evolução ao longo do ano.

Na primeira fase da Champions teve dificuldades, mas se classificou em segundo lugar do grupo G, atrás do Leipzig, superando Benfica e Zenit. No mata-mata, passou pela Juventus de Cristiano Ronaldo, nas oitavas de final, e depois venceu o Manchester City do técnico Guardiola nas quartas de final.

“Estamos todos tristes, não é fácil"

Depois da derrota para o Bayern na semi em Lisboa, Juninho Pernambucano lamentou o resultado. No entanto, elogiou a equipe e valorizou o futebol francês.

“Estamos todos tristes, não é fácil. Mas saímos de cabeça erguida, estou orgulhoso dos jogadores e da equipe. Mantivemos nosso plano de jogo, mas é preciso muita eficiência para vencer uma equipe como essa. Talvez se tivéssemos marcado um ou dois gols no início do jogo... Estamos muito tristes porque não vamos disputar a próxima Liga dos Campeões. Desejo boa sorte ao PSG, que mostre que a Liga 1 não é o que as pessoas pensam”, afirmou o diretor brasileiro Juninho à RMC Sport.

Além do dirigente, o Lyon atual tem seis atletas do Brasil: Bruno Guimarães, Thiago Mendes, Marçal, Marcelo, Rafael e Jean Lucas. Esse jogadores tentam manter uma tradição brasileira de glórias no clube francês. Juninho atuou lá por oito temporadas, entre 2001 e 2009, tendo conquistado os sete títulos do Campeonato Francês que o time tem até hoje.

Com a eliminação, o Lyon não disputará nenhuma competição europeia na temporada 2020/2021, já que terminou a última Liga 1 apenas na sétima colocação. Por causa disso, o clube deve negociar alguns jogadores que se destacaram e chamaram a atenção com boas atuações nesta Champions.

“Devemos continuar imediatamente o trabalho no Campeonato Francês. Faltou energia coletiva ao grupo no início, mas se continuarmos assim, vamos voltar rapidamente. O objetivo é continuar o trabalho imediatamente com a Liga 1. Temos de trabalhar. Quando você é bem pago, precisa se motivar todo dia. Vamos focar no Campeonato Francês. Você tem de ter o mesmo estado de espírito para retornar à Liga dos Campeões", disse Juninho.

Missão cumprida

O sentimento da torcida do Lyon era de missão cumprida, mesmo após o resultado negativo diante do Bayern. Em Lisboa, dezenas de fãs da equipe francesa assistiram à semifinal em um bar no bairro do Chiado e se mostraram satisfeitos com a performance do time no torneio.

“Foi uma participação até melhor do que nós esperávamos na Liga dos Campeões. O time não começou bem a temporada, mas depois se recuperou. O Juninho é um ídolo nosso em Lyon e está fazendo um ótimo trabalho agora como diretor. Também temos excelentes jogadores, como o Depay, o Aouar, o Dembélé e muitos brasileiros. Nem todos se firmaram ainda, mas o Bruno Guimarães já mostrou que tem qualidade e um futuro promissor. Espero que esses atletas fiquem no Lyon por muito tempo”, afirmou o torcedor francês Jean Michel Vidal, que mora em Portugal há quatro anos.

Orgulhoso por ter repetido a melhor campanha de sua história na Liga dos Campeões da Europa, o Lyon vai estrear no Campeonato Francês no próximo dia 28, em casa, contra o Dijon.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.