Em jogo épico, Djokovic vence Nadal e vai à final de Roland Garros

Novak Djokovic comemora sua vitória na semifinal contra Rafael Nadal.
Novak Djokovic comemora sua vitória na semifinal contra Rafael Nadal. MARTIN BUREAU AFP

"Foi o melhor jogo que já disputei em Paris, também pelo clima", admitiu Novak Djokovic ainda em quadra após a vitória surpreendente sobre Rafael Nadal na noite desta sexta-feira (11). O resultado de 3 sets a 1 (parciais de 3/6, 6/3, 7/6 e 6/2) leva o sérvio a mais uma final do Grand Slam francês. No domingo ele enfrenta o grego Stefanos Tsitsipas. 

Publicidade

Elcio Ramalho, de Roland Garros

Djokovic e Nadal travaram uma longa e emocionante batalha de mais de 4 horas na quadra central de Roland Garros. Favorito a manter seu título, Nadal começou arrasador e quebrando o serviço do adversário, e chegou a abrir 5 sets a 0, antes de ver um esboço de reação de Djokovic. Mas não o suficiente para parar o espanhol, que fechou em 6/3.  

Atual número 1 do mundo, Djokovic entrou mais firme no set seguinte, explorando bem o fundo de quadra, e conseguiu devolver o mesmo placar. 

A partir daí, os torcedores que lotaram parcialmente as arquibancadas devido às restrições impostas pelo rígido protocolo sanitário que limita a presença de público no complexo esportivo, começaram a se agitar. Torcida dos dois lados rivalizaram em apoio aos tenistas que ofereciam um grandioso e intenso confronto na quadra.

Djokovic conseguiu ainda salvar um set point no terceiro set antes de fechar com 7/6 (7-4) para delírio de seus fãs. Com o jogo se aproximando das 23h, horário do início do toque de recolher na França, a Federação Francesa de Tênis conseguiu uma autorização especial das autoridades do país, que permitiram aos torcedores acompanhar a partida até o final. 

Com o anúncio da liberação, o público se uniu para agradecer em coro: "Obrigado, Macron", em referência ao presidente do país. 

No quarto set, Djokovic abriu ampla vantagem e não permitiu a recuperação do espanhol, que buscava um 14° título do saibro parisiense. Exibindo muita confiança, o sérvio fechou o set em 6/2, selando a vitória por 3 a 1.

O espanhol Rafael Nadal deixa a quadra sob aplausos após ser derrotado por Djokovic. 11/06/2021.
O espanhol Rafael Nadal deixa a quadra sob aplausos após ser derrotado por Djokovic. 11/06/2021. MARTIN BUREAU AFP

Djokovic fez história

Na saída, Rafael Nadal foi muito aplaudido pelo público pouco acostumado a vê-lo derrotado. Esta foi apenas a terceira derrota do espanhol em Roland Garros em 108 partidas. Em 2009 Nadal foi derrotado pelo sueco Robin Soderling, e em 2015 por Djokovic, que passa a ser o único tenista a bater duas vezes o "rei do saibro" no Grand Slam francês.

"Se você quiser vencer o Rafa, tem que jogar o seu melhor tênis. Esta noite, joguei meu melhor tênis", acrescentou o sérvio antes de deixar a quadra, ovacionado. 

Novak Djokovic tentará no domingo contra o grego Stefanos Tsitsipas seu segundo título de campeão de Roland Garros, depois de ter levantado o troféu em 2016.

Caso vença o confronto, Djokovic se tornará o primeiro tenista da era Open a vencer ao menos duas vezes os quatro títulos do circuito de Grand Slam, o que Nadal nem o suíço Roger Federer conseguiram até o momento.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.