“Eu fracassei”, diz Mbappé após derrota da França para a Suíça por uma vaga na quartas da Eurocopa

O goleiro Yann Sommer defende o pênalti cobrado por Mbappé e garantiu a classificação da Suíça para as quartas de final da Eurocopa.
O goleiro Yann Sommer defende o pênalti cobrado por Mbappé e garantiu a classificação da Suíça para as quartas de final da Eurocopa. AP - Vadim Ghirda

Desilusão, decepção, frustração. Essas foram as principais reações estampadas pelos jornais franceses desta terça-feira (29) ao comentar a eliminação precoce dos “bleus” (azuis) nas oitavas do campeonato europeu. A França, atual campeã mundial, era uma das favoritas para erguer o título, mas foi surpreendida pela garra dos suíços, que depois de empatar o jogo nos minutos finais da partida, levaram a melhor na cobrança de pênaltis.

Publicidade

Um pênalti perdido pelo astro Kylian Mbappé na última cobrança deu à Suíça a classificação para as quartas de final da Eurocopa depois de ter empatado em 3 a 3 no tempo regulamentar, nesta segunda-feira em Bucareste.

A França vencia por 3 a 1, faltando dez minutos para o final, quando a Suíça conseguiu levar o jogo para a prorrogação e garantiu a classificação para as quartas de final na disputa por pênaltis em que só Mbappé perdeu a sua cobrança, defendida pelo goleiro Yann Sommer.

“A desilusão” é a manchete de primeira página de Le Parisien, com a imagem de Mbappé, 22 anos, cabisbaixo. O jornal reproduz um tuíte onde o jogador pede desculpas. “Vai ser muito difícil virar a página”, diz o astro. “Eu quis tentar ajudar a equipe, mas fracassei”.

O jornal parisiense é impiedoso: “Os bleus não mereciam ir além”, diz na segunda página. Atual campeã mundial, a Seleção francesa caiu do pedestal depois de encantar os comentaristas esportivos e os torcedores com uma estreia vitoriosa contra os rivias alemães.

Frustração

“Aniquilados”, diz a capa do jornal esportivo l’Equipe. O Figaro dá nota 7 à equipe nacional e diz que “Benzema é o único sobrevivente de um naufrágio coletivo. Além de criticar duramente o treinador Didier Deschamps por escolhas táticas erradas, como a titularização do zagueiro Lenglet, substituído no intervalo do primeiro tempo, o diário esportivo francês afirma que Mbappé viveu uma verdadeiro "pesadelo" nesta Eurocopa.

O prodgio francês não marcou nenhum gol na competição, foi ineficaz nos 120 minutos contra a Suça, perdeu vários gols na partida e perdeu o pênalti que desclassificou a França. " A desilusão é terrível", escreve  L'Équipe. 

O site Sofoot lança a pergunta: será que Didier Deschamps, técnico dos franceses “se esqueceu que tinha 26 jogadores?”. Ou ainda: "Deschamps, uma disasterclass", em uma ironia com a palavra "masterclass".

“Um Woodstock do futebol”, diz Libération. Duas equipes tão diversas, principalmente em relação a reconhecimento, prêmios (a França é bicampeã Mundial), jogadores estrelas. E, finalmente, “uma partida monumental na qual a França, ‘oui’, levou a pior”.

“Tateando, os azuis enfrentaram um muro suíço nas oitavas”, é a manchete de Le Monde. “Somos culpados”, começa o texto. “Horas depois da eliminação ainda não conseguimos entender o jogo dos franceses, campeões do mundo”.

É a primeira vez que os helvéticos vão tão longe numa Eurocopa. Eles enfrentam os espanhóis nas quartas de final. Os ‘rojos’ (vermelhos) venceram a Croácia também num jogo muito disputado. Depois de um empate de 3 a 3 no tempo regulamentar, a "Fúria" venceu por 5 a 3 na prorrogação e avançou para a fase seguinte da competição.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.