Novak Dojkovic derrota Medvedev na final e conquista Masters de Paris

O sérvio Novak Djokovic ergue o trofeu após sua vitória na final do Masters 1000 de Paris contra o russo Daniil Medvedev. Em 7 de novembro de 2021.
O sérvio Novak Djokovic ergue o trofeu após sua vitória na final do Masters 1000 de Paris contra o russo Daniil Medvedev. Em 7 de novembro de 2021. AP - Thibault Camus

Um duelo intenso entre os dois melhores tenistas da atualidade marcou a final do Rolex Masters Series de Paris neste domingo (7), vencida pelo sérvio Novak Djokovic. Com a vitória por 2 sets a 1 (4/6, 6/3 e 6/3) sobre o russo Daniil Medvedev, o sérvio ergue seu 6° troféu na competição indoor de Paris.

Publicidade

Elcio Ramalho, da Accor Arena de Paris

Djokovic e Medveded voltaram a se encontrar em uma final pouco tempo depois da vitória do russo no US Open, privando o sérvio de vencer os quatro Grand Slams do circuito no mesmo ano. Para Djokovic, já garantido em terminar a temporada como número 1 do mundo pelo sétimo ano, um recorde, era a ocasião de uma revanche e também de erguer o sexto troféu do Masters 1000 parisiense e bater novos recordes.

Diante da Accor Arena lotada, em sua maioria de torcedores apoiando Djokovic, os dois travaram uma batalha de alto nível, com momentos de grande trocas e jogadas de rara intensidade.

Daniil, que defendia seu título no Masters de Paris, começou bem a partida quebrando o serviço do sérvio e abrindo 2/0 antes da reação do adversário. Com mais domínio e explorando diferentes jogadas, Novak reverteu o placar. Mas o jogo ficou equilibrado e o russo fechou em 6/4.

No segundo set, Novak Djokovic tomou o controle da partida e chegou a abrir 5/1. Mas diante de um adversário disposto a mostrar porque é o segundo melhor do ranking, Daniil Medvedev esboçou uma reação, quebrou o serviço do sérvio, mas não teve força suficiente para conter o bom jogo de Djokovic, que fechou em 6/3.

Set decisivo e equilibrado

O terceiro e decisivo set teve um grande equilíbrio, com os dois finalistas alternando vantagem no placar, até que Djokovic chegou a abrir 5/2. A vitória parecia encaminhada, mas Daniil voltou a fazer nova quebra de saque para mostrar que continuava vivo no combate. Mas não o suficiente para frear o sérvio que fechou em 6/3.

Com o sexto ATP Master Series 1000 de Paris no currículo, Novak Djokovic reforça um pouco mais seu nome na história do tênis. Ele soma 96 títulos, sendo 20 Grand Slams e agora 37 Masters 1000, superando a marca que dividia com o espanhol Rafael Nadal (36).

Novak Djokovic termina 2021 como número 1 pelo sétimo ano, superando o recorde do americano Pete Sampras.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe todas as notícias internacionais baixando o aplicativo da RFI