Economia

Crescimento da zona euro cai no terceiro trimestre

Polícia grega dispersa protesto contra o governo diante da sede do Ministério das Finanças, em Atenas.
Polícia grega dispersa protesto contra o governo diante da sede do Ministério das Finanças, em Atenas. Reuters

O ritmo de crescimento da zona euro registrou queda no terceiro trimestre deste ano e deve continuar a cair nos próximos meses, segundo dados divulgados hoje. O resultado não surpreende analistas, mas confirma que a recuperação econômica da zona ainda é frágil. 

Publicidade

O Produto Interno Bruto dos 16 países da zona euro cresceu 0,4%, contra 1% no trimestre anterior. Os números do terceiro trimestre deste ano indicam que o crescimento europeu se tornou mais fraco do que o norte-americano, que avançou 0,5% entre julho e setembro.

A Alemanha, entretanto, continua a ser o motor da economia europeia, com um crescimento de 0,7%, o maior da zona. Já a Grécia e a Romênia acusam os piores resultados da região. O PIB grego contraiu 4,5% no acumulado do ano, agravando ainda mais a recessão no país.

Na França, como previsto, o crescimento econômico no terceiro trimestre foi de 0,4%. O anúncio foi feito pelo instituto de estatísticas Insee. No segundo trimestre, o país registrou crescimento de 0,7%. Segundo a ministra francesa das Finanças, Christine Lagarde, o índice confirma a entrada do país no período pós-crise.

O ministro irlandês das Finanças, Brian Lenihan, desmentiu hoje categoricamente os rumores de que seu país tenha pedido ajuda ao fundo europeu de emergência, constituído para resolver as dificuldades de caixa dos países da zona euro. Esses rumores agitaram os mercados durante todo o dia. Os investidores estão cada vez mais céticos quanto à capacidade do governo irlandês controlar o déficit público do país, que chegou a 32% do PIB este ano.

A Irlanda e a Grécia, junto com Espanha e Portugal, formam o chamado grupo dos Pigs, as nações europeias mais afetadas pela crise econômica.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.