Economia/Grécia

Premiê desmente que Grécia quer sair da zona euro

O primeiro-ministro grego George Papandréou, nos corredores do Parlamento em Atenas.
O primeiro-ministro grego George Papandréou, nos corredores do Parlamento em Atenas. Reuters/John Kolesidis
2 min

 Neste sábado, o primeiro-ministro grego, George Papandreou, desmentiu formalmente os rumores de que discussões preparatórias para a partida do seu país da zona euro estariam em andamento . 

Publicidade

"Eu peço a todo mundo, na Grécia e no estrangeiro, que nos deixem tranquilos para terminarmos nossa missão", disse George Papandreou, um dia depois da reunião dos ministros das Finanças dos 17 países que formam a zona euro. O desmentido do premiê uniu-se aos de vários responsáveis da União Europeia, depois que o site da revista alemã Der Spiegel publicou a notícia. Os europeus não esperaram para se unir em coro e esclarecer que esta possibilidade nunca foi abordada.

Erkki Liikanen, membro do Conselho dos governadores do Banco Central Europeu, também desmentiu neste sábado as informações publicadas no site alemão. Aproveitando a ocasião, Liikanen analisou que uma reestruturação da dívida da Grécia, do montante de 327 bilhões de euros, mais de R$750 bilhões, não resolverá os problemas econômicos da nação, a longo prazo.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.