Bactéria/contaminação

Cai número de contaminações da bactéria letal, diz ministro alemão

O ministro alemão da Saúde,  Daniel Bahr, visita os doentes no hospital Eppendorf, em Hamburgo, no dia 5 de junho 2011.
O ministro alemão da Saúde, Daniel Bahr, visita os doentes no hospital Eppendorf, em Hamburgo, no dia 5 de junho 2011. REUTERS/Fabian Bimmer

O número de contaminações pela bactéria letal, que já matou 24 pessoas, caiu na Alemanha, segundo o ministro da Saúde Daniel Bahr. Nesta quarta-feira, o governo polonês confirmou um segundo caso da doença no país.

Publicidade

O ministro não suspendeu o alerta em vigor no país e nem afastou o risco de mais mortes, mas disse que os dados apontam para uma grande redução do número de infecções. "Podem haver mais casos e novas mortes, mas os números indicam que o pior já ficou para trás", disse o ministro. Daniel Bahr lembrou que, em 80% dos casos, a causa da infecção não foi identificada e as medidas de precaução, como evitar o consumo de legumes crus como tomates, pepinos saladas e brotos de vegetais, devem ser mantidas. Os resultados das análises dos brotos, apontados como vetores da infecção no início da semana, ainda estão sendo esperados.

Nesta quarta-feira pela manhã, o comissário europeu da saúde, John Dalli, reúne-se com os representantes das secretarias estaduais devem discutir a gestão da epidemia. Na França, pressionado por produtores, o ministro da Agricultura, Bruno Le Maire, comeu diante das câmeras de tevê um pedaço de pepino, em um gesto simbólico para mostrar que os consumidores devem continuar respeitando as orientações das autoridades sanitárias, lavando bem os produtos e as mãos. Le Maire considerou o anúncio da União Europeia de indenizar os produtores europeus em 150 milhões de euros, mas vai pedir que Bruxelas indenize em 100% todos os prejuízos dos agricultores franceses.

Nesta quinta-feira, a União Europeia e a Rússia se reúnem para discutir o embargo de Moscou, que suspendeu a importação de legumes frescos dos países europeus pelo risco de contaminação da bactéria. A União Europeia considerou a medida exagerada e contra os princípios da Organização Mundial do Comércio. A bactéria letal, uma variante agressiva da E. Coli, já contaminou mais de 2 mil pessoas na Europa. Todas estiveram de passagem pela Alemanha. Os sintomas podem variar de uma simples diarréia a uma síndrome hemorrágica. O período de incubação varia entre três e quatro dias.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.