Rússia/Acidente

Erro de pilotagem teria provocado acidente de avião na Rússia

Petrozavodsk, 21 de junho de 2011. O Tupolev da companhia aérea RussAir tentou fazer um pouso de emergência em uma rodovia  perto do aeroporto.
Petrozavodsk, 21 de junho de 2011. O Tupolev da companhia aérea RussAir tentou fazer um pouso de emergência em uma rodovia perto do aeroporto. © Reuters/Vladimir Larionov

Oito estrangeiros estão entre os 44 mortos na queda de um avião Tupolev-134 na noite de ontem na Rússia. Oito pessoas ficaram feridas. De acordo com o governo russo, 52 pessoas estavam a bordo do avião. O acidente foi provocado por um erro do piloto afirmou o vice-primeiro-ministro russo, Sergei Ivanov.

Publicidade

O acidente aconteceu por volta da meia noite desta segunda-feira em Carélia, na região noroeste do país. Segundo o ministério das Situações de Emergência, o avião tentou fazer um pouso de emergência em uma rodovia a cerca de 1 quilômetro de distância do aeroporto de destino. Na queda, a fuselagem se desintegrou e o aparelhou pegou fogo.

Os oito sobreviventes foram hospitalizados com queimaduras e 7 estão em estado grave. Além do mau tempo, os investigadores também suspeitam que uma pane no sistema de ajuda para a aterrissagem possa ter provocado a tragédia. Mas o vice-primeiro-ministro russo, Sergei Ivanov, já afirmou na manhã desta terça-feira que um erro do piloto provocou o acidente.

As duas caixas-pretas já foram encontradas e vão ajudar nas investigações. Este é o pior acidente aéreo na Rússia desde abril 2010, quando o Tupolev-154 que transportava o presidente polonês Lech Kaczynski caiu no país matando 96 pessoas.

O presidente francês Nicolas Sarkozy enviou mensagem de condolências às autoridades e ao povo russo. Sarkozy vai expressar sua solidariedade pessoalmente ao primeiro-ministro russo Vladimir Putin que está em visita oficial à Paris.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.