UE/Croácia

Croácia deve entrar para a União Europeia em 2013

Ministro das Relações Exteriores da Croácia, Gordan Jandrokovic, durante reunião em Bruxelas.
Ministro das Relações Exteriores da Croácia, Gordan Jandrokovic, durante reunião em Bruxelas. Reuters

Os croatas terminaram com sucesso as negociações para a adesão do país à União Europeia nesta quinta-feira em Bruxelas. Segundo o anúncio oficial da presidência húngara do grupo, a Croácia deve se tornar o 28° membro do bloco no dia 1° de julho de 2013.

Publicidade

Após quase seis anos de discussões, os croatas conseguiram o sinal verde total para a integração à União Europeia. “Esse é um dia histórico para a Croácia. Se tudo correr como previsto, o país deve se tornar o 28° membro da UE a à partir de 1° de julho de 2013”, declarou János Martony, ministro das Relações Exteriores da Hungria, país que presidiu o bloco durante o primeiro semestre deste ano.

Antes da decisão, os croatas tiveram que garantir uma série de adaptações em sua legislação para se nivelar às normas europeias em áreas como concorrência, transportes, política econômica e monetária, agricultura e pesca, além dos chamados direitos fundamentais. Os temas que travaram as discussões foram a luta contra a corrupção e a colaboração da Croácia para punir criminosos de guerra no Tribunal Penal Internacional para a ex-Iugoslávia (TPIY), em Haia, uma exigência de Bruxelas.

A próxima etapa do processo será a redação do tratado de adesão, que oficilizará a integração. Zagreb espera que o documento, de cerca de 100 páginas e traduzido nas 23 línguas oficiais da UE, além do croata, esteja pronto ainda este ano.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.