Acessar o conteúdo principal
Reportagem

Greve de taxistas na Grécia prejudica turistas no país

Áudio 01:30
Turistas chegam a pé ao aeroporto de Herakleion, na ilha de Creta, que teve os acessos bloqueados pelos taxistas grevistas na segunda-feira, 01/08/ 2011.
Turistas chegam a pé ao aeroporto de Herakleion, na ilha de Creta, que teve os acessos bloqueados pelos taxistas grevistas na segunda-feira, 01/08/ 2011. Reuters

Os taxistas gregos resolveram intensificar a greve do setor iniciada há duas semanas em protesto contra as medidas de austeridade impostas pelo governo e exigidas pela União Europeia e FMI para liberar o pacote de ajuda à Grécia. Na segunda-feira, eles bloquearam portos e estradas de acesso a aeroportos do país. Os turistas foram obrigados a fazer os trajetos a pé, carregando malas. A Associação de Hotelaria grega acusa os taxistas de prejudicar o setor turístico, fundamental para a economia grega, e o governo ameaça tomar medidas drásticas se a greve continuar. Os taxistas protestam contra o projeto de liberalização do setor que prevê a aumento do número de taxis no país, visando diminuir o desemprego. A brasileira Kátia Paravatoy, que foi taxista em Atenas durante 10 anos e largou a profissão porque o salário era insuficiente, entende a greve da categoria.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.