França/Grécia

Sarkozy confirma apoio da França para ajudar a Grécia a sair da crise

Nicolas Sarkozy (centro) recebeu Georges Papandreou no palácio do Eliseu, sede do governo francês.
Nicolas Sarkozy (centro) recebeu Georges Papandreou no palácio do Eliseu, sede do governo francês. REUTERS/Gonzalo Fuentes
Texto por: Silvano Mendes
2 min

O primeiro-ministro grego, Georges Papandreou, e o presidente francês, Nicolas Sarkozy se encontraram nesta sexta-feira em Paris para discutir a crise da Grécia. O chefe do governo grego garantiu que seu povo está determinado a fazer as mudanças necessárias para melhorar a situação financeira do país e torná-lo competitivo. O líder francês confirmou seu apoio a Atenas. 

Publicidade

“Nós faremos os sacrifícios e respeitaremos nossos engajamentos”, disse Georges Papandreou durante seu encontro com Nicolas Sarkozy. "Vamos fazer as reformas necessárias para transformar a Grécia em um país competitivo", prometeu o premier.

O discurso do representante grego parece ter convencido o líder francês. Sarkozy defendeu os gregos, que estariam mostrando sua “total determinação” para cumprir suas promessas, e disse que os europeus não podem abandonar a Grécia."Nós temos uma obrigação moral com os países membros da zona do euro e da União Europeia. A Europa é uma civilização, uma família, uma solidariedade. Quando um dos membros da família está em dificuldades, os outros membros desta família devem se mobilizar para ajudá-lo. O fracasso da Grécia seria o fracasso de toda a Europa”, alertou Sarkozy. O presidente francês também anunciou que pretende ir à Alemanha nos próximos dias para tentar acelerar o plano de ajuda aos gregos.

Georges Papandreou, que também passou por Berlim esta semana, tem visitado as principais capitais europeias em busca do apoio de seus credores. A França e a Alemanha são os principais credores da Grécia.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.