Acessar o conteúdo principal
Itália/Crise/Protesto

Italianos organizam jornada de protestos contra o governo

Primeiro-ministro italiano Mario Monti é alvo de críticas em razão das medidas de austeridades impostas por seu governo.
Primeiro-ministro italiano Mario Monti é alvo de críticas em razão das medidas de austeridades impostas por seu governo. Reuters
Texto por: RFI
1 min

Milhares de manifestantes desfilam no centro de Roma nesse sábado. O evento, batizado “no Monty Daty”, em alusão ao primeiro-ministro italiano, é uma jornada de protestos contra as medidas de austeridade impostas pelo governo para tentar combater a crise econômica. Um forte esquema de segurança foi montado para evitar confusão. 

Publicidade

Partidos de esquerda e da extrema-esquerda italiana se reuniram com associações e sindicatos autônomos para a manifestação desse sábado, que começou em Roma por volta de meio-dia no horário local. A passeata é acompanhada por um forte esquema de segurança para evitar incidentes, como os episódios violentos ocorridos há um ano durante um protesto similar contra o governo de Silvio Berlusconi.

A manifestação desse sábado foi batizada “no Monty Day”, uma alusão direta ao primeiro-ministro italiano Mario Monti. Os organizadores protestam contra as medidas de austeridade impostas pelo governo. Bonecos gigantes do premiê, mas também da chanceler alemã Angela Merkel e do presidente norte-americano Barack Obama participaram da passeata. “Vamos expulsar o governo Monti”, podia-se ler em um dos cartazes diante do cortejo na piazza della Repubblica, em Roma.

A prefeitura da capital italiana impôs um trajeto para a passeata e proibiu a circulação de carros nos bairros por onde os manifestantes deveriam passar. O prefeito de Roma pediu que os participantes “respeitem a cidade”.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.