Rússia

Manifestantes esperam reunir 30 mil em ato contra Putin em Moscou

Vista do Kremlin, em Moscou.
Vista do Kremlin, em Moscou. Flickr/cc

A capital russa tem hoje mais uma manifestação de protesto da oposição. Os manifestantes se reúnem na praça Bolótnaia, que fica separada apenas pelo rio Moscová dos edifícios do Kremlin, onde fica o gabinete do presidente Vladimir Putin. O ato é organizado pelo Comité 6 de Maio, pela Frente de Esquerda e pelo Partido Republicano da Rússia.

Publicidade

Rinat Valiulin, correspondente da RFI em Moscou

A prefeituta de Moscou impediu a marcha, só autorizando o comício no local, que espera reunir 30 mil pessoas. Segundo a prefeitura da capital, 5 mil policiais estarão no local. Observadores locais acreditam que nem as autoridades nem a oposição desejam confrontos.

Em 6 de maio passado, outro ato teve incidentes entre policiais e manifestantes, o que levou as autoridades a abrir inquérito contra cerca de 30 pessoas, que estão presas ou esperam decisão da Justiça. Esses manifestantes são considerados presos políticos pelo governo russo. Os manifestantes acusam a polícia de ter iniciado os atos de violência.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.