Acessar o conteúdo principal
Portugal/greve

Greve paralisa metrô em Portugal

Greve dos funcionários no metrô de Lisboa, Estação Terreiro do Paço.
Greve dos funcionários no metrô de Lisboa, Estação Terreiro do Paço. Flickr/ Creative Commons
Texto por: RFI
2 min

As estações de metrô de Lisboa estão fechadas nesta terça-feira por conta de uma greve dos funcionários da Federação nacional dos Transportes e das Comunicações (FECTRANS), que administra o serviço.

Publicidade

O protesto visa chamar a atenção da empresa sobre as condições de trabalho e a queda dos salários, de acordo com o sindicato dos trabalhadores de transportes urbanos (STRUP).

A circulação dos trens foi interrompida nesta segunda-feira à noite, e deve ser retomada nesta quarta-feira às 6h30 da manhã, de acordo com um comunicado.

O serviço mínimo também não está assegurado, informou a Justiça. “Os trabalhadores estão na rua porque estão sendo obrigados. Nós nos sentimos roubados com as medidas de austeridade impostas pelo governo”, disse Anabela Carvalheira, responsável da Federação Nacional dos Transportes e das Comunicações.

O movimento, que afeta cerca de 500 mil usuários, provocou diversos engarrafamentos no acesso à capital portuguesa. A companhia de transportes colocou mais ônibus nas ruas para substituir parcialmente as linhas de metrô.

Uma nova greve está marcada para o dia 15 de outubro

Desde 2011, Portugal é alvo de um programa de ajuda da União Europeia orçado em 78 bilhões de euros, que foram disponibilizados pelo FMI (Fundo Monetário Internacional).

Em contrapartida, o país deve cortar gastos, para diminuir o déficit público. As medidas de austeridade, que afetaram diretamente o nível de vida da população, geraram diversos protestos.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.