Espionagem/EUA

Europeus espionam tanto quanto Estados Unidos, diz jornal britânico

Jornal britânico The Guardian diz que agências europeias trabalhavam em estreita colaboração.
Jornal britânico The Guardian diz que agências europeias trabalhavam em estreita colaboração. DR

Os serviços secretos da Alemanha, França, Espanha e Suécia estabeleceram sistemas de vigilância em massa de comunicações telefônicas e por internet, em “estreita colaboração” com a agência britânica GCHQ. A revelação foi feita neste sábado pelo jornal The Guardian. Essas redes foram desenvolvidas nos últimos cinco anos, segundo o jornal britânico, citando documentos obtidos pelo ex consultor americano Edward Snowden, hoje refugiado na Rússia.

Publicidade

As informações surgem no momento em que Europa e Ásia questionam a coleta massiva de dados por Washington. Outra polêmica atual são as indicações que o GCHQ e a agência americana NSA se ajudavam mutuamente.

Em um relatório da GCHQ sobre os parceiros europeus, datado de 2008, citado pelo Guardian, a agência britânica elogia “as capacidades técnicas” dos serviços de informação exterior da Alemanha (BND).

O jornal inglês também cita que a GCHQ teve papel fundamental “ao aconselhar os homólogos europeus sobre a maneira de contornar as leis nacionais destinadas a limitar o poder de vigilância das agências de segurança”.

Em relação à França, o serviço britânico diz que a DSGE (agência francesa de segurança) conta com o apoio de uma empresa de telecomunicações cujo nome não foi citado. A agência britânica diz, em um dos relatórios mencionados pelo Guardian, que espera tirar proveito disso também.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.