Acessar o conteúdo principal
França/Espanha/Poluição

Aumento da poluição do ar coloca França e Espanha e estado de alerta

A região parisiense é uma das que mais sofre com a poluição atualmente na França.
A região parisiense é uma das que mais sofre com a poluição atualmente na França. Flickr/louisvolant
Texto por: RFI
3 min

Os altos índices de poluição do ar registrados nos últimos dias na França e na Espanha obrigaram as autoridades locais a lançar planos de emergência. Na região parisiense os carros tiveram que diminuir a velocidade para emitir menos gases tóxicos e em Barcelona alguns monumentos praticamente desapareceram na nuvem de fumaça que sobrevoa a cidade.

Publicidade

Segundo a Airparif, agência regional francesa de controle da qualidade do ar, o nível de poluição começou a aumentar na segunda-feira na região parisiense. Além da capital, as cidades de Lyon, Poitiers e Castres são as que mais sofrem com a concentração de partículas poluentes. A polícia pediu que os motoristas evitem o uso de veículos movidos a diesel e que os moradores reduzam em 20km/h a velocidade nas estradas perto de Paris. O uso de chaminés residenciais também foi proibido e as autoridades aconselharam a população a “privilegiar atividades calmas”.

Já na Espanha a situação mais crítica foi registrada na região da Catalunha, no nordeste do país. Há quase uma semana Barcelona amanhece coberta com uma densa nuvem cinza que preocupa cada vez mais as autoridades. Monumentos célebres, como a igreja da Sagrada Família, praticamente desaparecem em meio a fumaça em alguns momentos do dias. “A alta pressão atmosférica e a ausência de vento impedem que as emissões poluentes se dispersem e elas se acumulam sobre a cidade”, explica um porta-voz do Departamento do Território do governo da região.

As autoridades espanholas também decidiram diminuir a velocidade máxima autorizada nas ruas de Barcelona e solicitaram às fábricas que reduzam suas atividades. A cidade é conhecida por registrar a mais forte densidade de veículos da Europa. Os índices de poluição na região já são sete vezes superiores ao limite indicado pela União Europeia.

Essa situação é cada vez mais freqüentes durante o inverno europeu. As emissões de gases dos veículos movidos a diesel, as chaminés industriais, mas também os sistemas de calefação à base de madeira, são apontados como as principais responsáveis. Elas geram partículas finas que podem provocar asma, alergias e outras doenças respiratórias e cardiovasculares.

As autoridades francesas devem manter o nível de alerta nessa quarta-feira e os espanhóis prolongaram a vigilância pelo menos até quinta-feira.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.