Acessar o conteúdo principal
Itália/Berlusconi

Berlusconi inicia serviço comunitário em centro geriátrico

Berlusconi acena ao deixar o centro geriátrico onde iniciou trabalho comunitário em lugar da pena de prisão domiciliar.
Berlusconi acena ao deixar o centro geriátrico onde iniciou trabalho comunitário em lugar da pena de prisão domiciliar. REUTERS/Stefano Rellandini
2 min

O ex-primeiro-ministro italiano Silvio Berlusconi cumpriu nesta sexta-feira (9) o primeiro dia de trabalho obrigatório, imposto pela justiça, em um centro para vítimas do Alzheimer perto de Milão. Ele foi condenado em agosto do ano passado a quatro anos de prisão por fraude fiscal, pena que foi reduzida a um ano graças a uma anistia, e convertida em trabalhos comunitários, ao invés de prisão domiciliar.

Publicidade

Centenas de jornalistas e repórteres esperavam o ‘Cavalieri’, como é conhecido na Itália, em um centro geriátrico da região de Milão. Ele ficou exatamente quatro horas no estabelecimento, de 9h40 às 13h40. O programa do primeiro dia de Berlusconi no centro foi dedicado a "conhecer a estrutura, os profissionais, os educadores, os assistentes e também os familiares dos pacientes", informou Michele Restelli, diretor do setor que acolhe os doentes de Alzheimer.

A partir da próxima sexta-feira, 16 de maio, Berlusconi começará concretamente a auxiliar os enfermos. Os funcionários do centro médico e os parentes dos doentes não podem fazer vídeos ou fotos durante os períodos em que o ex-chefe de governo permanecer no local.

A justiça italiana proibiu Berlusconi de deixar a região de Milão, mas autorizou seu deslocamento a Roma de terça a quinta por causa de suas atividades políticas. Os adversários políticos estão convencidos de que o magnata das comunicações vai utilizar a passagem pelo centro geriátrico para fins eleitorais. O seu partido, o Força Itália, conta com apenas 20% de intenções de voto nas pesquisas para as eleições europeias do dia 25 de maio.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.