Espanha/imigração

Centenas de imigrantes africanos são socorridos no Estreito de Gilbraltar

As autoridades espanholas resgataram 775 imigrantes ilegais no Estreito de Gibraltar. 12 de agosto de 2014.
As autoridades espanholas resgataram 775 imigrantes ilegais no Estreito de Gibraltar. 12 de agosto de 2014. REUTERS/Jon Nazca

Mais de 900 imigrantes africanos foram socorridos nesta quarta-feira (13), pela manhã, no Estreito de Gibraltar, de acordo com um balanço publicado pelas equipes de resgate. Em menos de quatro dias, mais de 1.300 pessoas foram resgatadas no mar pela Guarda Civil espanhola.

Publicidade

Mais de 94 embarcações foram interceptadas hoje, de acordo com um balanço definitivo publicado pela Guarda Marítima em sua conta no Twitter. Entre os imigrantes estão 778 homens, 116 mulheres e 26 menores. Para a Cruz Vermelha, que participou do resgate na chegada dos africanos no sul da Espanha, os dados são inéditos. "Nunca tínhamos visto tantos em um só dia", indicou o porta-voz da Organização na rádio pública espanhola.

Além dos imigrantes que tentaram chegar pelo mar, outros 800 imigrantes tentaram alcançar a barreira que separa a cidade espanhola de Melilla do Marrocos. Entre eles, 80 conseguiram passar do lado espanhol.

Um grupo de 30 pessoas destruiu uma porta interna e conseguiu destruir as grades que impedem a passagem pela fronteira. Cerca de cinquenta pessoas ficaram penduradas durante várias horas em uma das cercas, antes da polícia espanhola autorizar a descida deles em território espanhol.

Reunião sobre o assunto está prevista nesta quarta

Uma reunião está prevista nesta quarta-feira à tarde na sede do Ministério do Interior espanhol, na presença do ministro Jorge Fernandez Dias, para "analisar a situação da ‘pressão migratória’ e estudar os esforços que devem ser feitos para enfrentar esse fenômeno", segundo um comunicado.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.