Ucrânia/Rússia

Negociações sobre gás entre Rússia e Ucrânia estão num impasse

O ministro russo da Energia, Alexander Novak, anunciou, após reunião em Bruxelas, que as negociações entre Rússia, Ucrânia e UE devem continuar nesta quinta-feira (30).
O ministro russo da Energia, Alexander Novak, anunciou, após reunião em Bruxelas, que as negociações entre Rússia, Ucrânia e UE devem continuar nesta quinta-feira (30). REUTERS/Francois Lenoir

A primeira rodada de negociações sobre a distribuição do gás russo à Ucrânia terminou sem acordo na madrugada desta quinta-feira (30), em Bruxelas. Uma nova reunião pode acontecer esta noite, mas Moscou exige um acordo entre Kiev e a União Europeia sobre o financiamento da dívida ucraniana com a Gazprom para voltar à mesa de negociações.

Publicidade

As negociações entre Rússia e Ucrânia começaram na noite de quarta-feira (29), em Bruxelas, com a participação da União Europeia. O presidente da Comissão Europeia, José Manuel Durão Barroso, conclamou esta manhã Rússia e Ucrânia a concluir o acordo e resolver o conflito entre os dois países sobre a distribuição de gás. Ele pede a conclusão das negociações para garantir um abastecimento de gás à Ucrânia “sem interrupção e com preços de mercado”.

No entanto, o comunicado do presidente da Comissão não revelou se a União Europeia está disposta a ajudar financeiramente Kiev. Moscou não aceita negociar caso não seja acordado o pagamento da dívida de US$ 3,1 bilhões que a Ucrânia deve à gigante russa do gás Gazprom.

Propostas de acordo

A proposta que está sendo estudada para saldar a dívida ucraniana prevê o pagamento de uma primeira parcela de US$ 2 bilhões até o final de outubro, isto é, até esta sexta-feira (31). Em contrapartida, a Gazprom voltaria a fornecer no mínimo cinco bilhões de metros cúbicos de gás à Ucrânia a um preço de US$ 385 por 1.000 m3. O abastecimento do produto foi interrompido no último mês de junho.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe todas as notícias internacionais baixando o aplicativo da RFI