Acessar o conteúdo principal
Itália/Eleições

Eleições deste domingo podem decretar fim político de Berlusconi

O ex-premiê italiano Silvio Berlusconi
O ex-premiê italiano Silvio Berlusconi REUTERS/Alessandro Bianchi/Files
Texto por: RFI
2 min

A Itália vai às urnas neste domingo para eleições regionais e municipais parciais, que serão um teste para o primeiro ministro Matteo Renzi mas, principalmente, para seu antecessor, Silvio Berlusconi, cujo partido nacionalista de direita, o Forza Itália, está em franca decadência. Embora a centro-esquerda relativize a importância dessa votação, um resultado muito desfavorável pode enterrar a já cambaleante carreira política de Berlusconi.

Publicidade

A sigla do ex-Todo Poderoso Cavaglieri só detém a região de Campânia, onde vê um opositor amplamente à frente nas pesquisas. Mas, esse opositor, membro do Partido Democrata de Renzi, pode ter sua eleição impugnada por causa de uma ação judicial por abuso de poder.

Confusão política

Ou seja, a disputa, primeira desde que a centro-esquerda venceu as eleições europeias no ano passado, acontece em meio a uma enorme fragmentação política. Os exemplos seguem: em Ligúria, a ala à esquerda do PD apresentou um segundo candidato, enquanto a o Forza Itália se aliou à Liga Norte, de extrema-direita.

Mas a extrema-direita apresenta candidato próprio em Vêneto. Para completar a confusão, cada região tem sua própria lei eleitoral. Das sete regiões em disputa, cinco estão governadas pela centro-esquerda, uma pela Liga e outra pelo Forza Italia.

Nessa semana, o presidente do Senado estimou que esse cenário de caos pode gerar um alto nível de abstenções ou dar uma vitória tranquila à sigla de Matteo Renzi.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.