Acessar o conteúdo principal
Suiça/Davos

Em Davos, saída do Reino Unido da UE e crise dos refugiados dominam debates

Ministro da Fazenda alemão propõe um "Plano Marshall" para a Síria
Ministro da Fazenda alemão propõe um "Plano Marshall" para a Síria REUTERS/Ruben Sprich
Texto por: RFI
2 min

A União Europeia está no centro dos debates no segundo dia do Fórum Econômico Mundial de Davos, na Suíça. A crise dos refugiados, o terrorismo e a tensão provocada pela eventual saída do Reino Unido preocupam governos e investidores.

Publicidade

O primeiro-ministro da França, Manuel Valls, alertou para o risco de uma "desintegração" da União Europeia nos próximos meses, pouco antes de iniciar um debate com o líder da Grécia, Alexis Tsipras, e o ministro das Finanças da Alemanha, Wolfgang Schauble.

O premiê francês disse que a saída do Reino Unido do bloco europeu teria "consequências dramáticas", mas afirmou também que um acordo com os britânicos não pode ser fechado “a qualquer preço”. A decisão britânica daria força e impulso aos movimentos populistas, segundo o chefe de governo francês.

O premiê britânico David Cameron deve esclarecer sua posição ainda hoje, durante sua participação no Fórum. Ele é favorável a uma moratória de quatro anos para a concessão de ajudas sociais para imigrantes europeus. A UE é contra, e qualifica o mecanismo de "discriminatório".

Crise dos refugiados

A crise dos refugiados é um outro tema de destaque no encontro. Existe um consenso entre os países em que o fluxo de migrantes é muito elevado e “que precisa ser revertido”, disse o ministro alemão das Finanças, Wolfgang Schauble. Ele sugeriu um “Plano Marshall” para a Síria, em alusão ao plano de ajuda implementado pelos EUA depois da Segunda Guerra Mundial para ajudar a Europa. “Precisamos de um financiamento para as regiões que foram destruídas, como a Síria e o Iraque.”
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.