Islamofobia

Extremistas xenófobos manifestam por uma "fortaleza europeia"

Ativistas contra imigrantes manifestam em Calais, na França.
Ativistas contra imigrantes manifestam em Calais, na França. REUTERS/Pascal Rossignol

Milhares de pessoas participaram neste sábado (6) de manifestações contra migrantes em vários pontos da Europa, incluindo Calais, na França. O movimento xenófobo alemão Pegida organizou a jornada europeia em repúdio aos estrangeiros.

Publicidade

Em Dresden, berço do Pegida, entre seis mil e oito mil pessoas foram às ruas. Já em Praga, capital tcheca, o protesto contou com cerca de cinco mil extremistas. Houve registros de confrontos entre manifestantes e forças de ordem.

Cerca de 20 pessoas foram detidas para interrogatório em Calais, na França, informou as autoridades locais. A região concentra refugiados que tentam atravessar o canal da Mancha em direção à Inglaterra.

Em Amsterdã, as forças policiais prenderam uma dúzia de manifestantes, prós e contra o Pegida, após confrontos no centro da cidade. Distúrbios também registrados em Dublin, na Irlanda.

Manifestantes pró-refugiados também foram às ruas

Outras marchas em tom mais calmo aconteceram em Varsóvia (Polônia), Bratislava (Eslováquia), Graz (sul da Áustria), ou ainda em Birmingham, segunda maior cidade do Reino Unido. Paralelamente, manifestações contra os extremistas também foram organizadas.

O grupo Pegida (Patriotas Europeus contra a Islamização do Ocidente), grupo de extrema direita que surgiu na Alemanha no segundo semestre de 2014, fez um apelo a 14 países europeus para organizar marchas por uma “fortaleza europeia”.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.