Lágrimas de Tintim e hashtag #JesuisBruxelles dominam redes sociais

Tintim e Milú choram em imagem do álbum "O Lótus Azul"
Tintim e Milú choram em imagem do álbum "O Lótus Azul" Reprodução

As lágrimas do personagem belga de HQ Tintim e as hashtag #JesuisBruxelles e #PrayforBelgium (rezem pela Bélgica) refletiam nesta terça-feira (22) a onda de solidariedade no mundo após os atentados de Bruxelas,  especialmente na França, quatro meses depois dos atentados de Paris.

Publicidade

Pouco após as primeiras notícias sobre os ataques, vários internautas demonstraram apoio às vítimas e aos moradores da capital belga, usando principalmente a hashtag #JesuisBruxelles, seguindo o modelo de #JesuisCharlie, que foi usada após o ataque de 7 de janeiro de 2015 à redação do jornal satírico francês Charlie Hebdo.

As hashtags relacionadas aos atentados, como #PrayforBelgium, foram as mais compartilhadas nesta terça-feira no Twitter.

Em Bruxelas, onde os transportes públicos foram suspensos, os internautas ofereceram abrigo a pessoas prejudicadas pelo fechamento do metrô com as hashtags #porteouverte, #openhouse ou, em flamenco, #ikwilhelpen - todas significando "portas abertas".

Nos atentados de Paris de 13 de novembro do ano passado, centenas de pessoas usaram a mesma hashtag para acolher pessoas que não conseguiam voltar para casa.

As lágrimas de Tintim

Tintim e o capitão Haddock
Tintim e o capitão Haddock Reprodução

Para expressar seu apoio aos belgas, vários internautas escolheram o personagem Tintim, criado pelo desenhista Hergé e transformado em símbolo de Bruxelas e da Bélgica. Em uma das imagens mais compartilhadas nas redes sociais, jovem repórter Tintim e seu cãozinho, Milú, aparecem chorando - um quadro extraído do álbum "O Lótus Azul".

O cartunista francês Joann Sfar desenhou Tintim dizendo a um triste capitão Haddock, seu companheiro de aventuras: "Eu também tenho, às vezes, vontade de me mudar para a lua".

A famosa estátua Manneken Pis, de um menino em bronze urinando, foi desenhada pelo artista  francês Nawak urinando sobre um terrorista.

Internautas também compartilharam uma imagem do Manneken Pis com a frase "Pis and Love"

Manneken Pis urina sobre bomba acesa
Manneken Pis urina sobre bomba acesa Reprodução

(xixi e amor), em referência ao famoso lema "Peace and Love" (paz e amor), com o menino urinando sobre uma dinamite acesa para apagá-la.

Batata frita como resistência

A batata frita, outra marca registrada da Bélgica, também foi usada como símbolo de resistência contra o terror. No Facebook era possível ver uma imagen de um saco de batata frita, com uma delas em riste, imitando o gesto obsceno com o dedo médio, e a frase: "Mensagem aos terroristas".

Um advogado de Bruxelas tuitou: "Ainda somos 11 milhões. Não nos pegarão. Não lhes daremos esse prazer. Viva a batata frita!".

Batata frita manda mensagem para terroristas
Batata frita manda mensagem para terroristas Reprodução

Em Paris, onde a torre Eiffel ficará iluminada nesta terça-feira à noite com as cores da bandeira belga, a prefeita Anne Hidalgo convocou uma manifestação silenciosa em resposta ao atentado.

Muitas personalidades também reagiram nas redes sociais. "De todo coração com vocês na Bélgica", tuitou o cantor francês de origem belga Johnny Halliday. A cantora belga Maurane postou "We love Brussels" em sua foto de perfil de Facebook.

As redes telefônicas estavam saturadas no final da manhã na capital belga. Muitos moradores de Bruxelas usaram as redes sociais para tranquilizar seus familiares, como pediu o centro de crise do governo.

O Facebook ativou seu "Safety check" (controle de segurança) para os usuários presentes em Bruxelas, como fez durante os atentados em Paris.

"Você está na zona afetada?" indagava a rede social aos usuários identificados como moradores da capital.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.