Nova operação policial prende mais um suspeito de terrorismo em Bruxelas

Oficiais de polícia fizeram uma operação anti-terrorista perto de trilhos do bonde na Schaerbeek - distrito de Schaarbeek, em Bruxelas, em 25 de março de 2016.
Oficiais de polícia fizeram uma operação anti-terrorista perto de trilhos do bonde na Schaerbeek - distrito de Schaarbeek, em Bruxelas, em 25 de março de 2016. PATRIK STOLLARZ / AFP

Uma explosão foi ouvida nesta sexta-feira (25) durante uma importante operação antiterrorista no bairro de Schaerbeek, em Bruxelas. A correspondente da RFI na cidade, Joanna Hostein, está no local da batida e afirma que o lugar está totalmente bloqueado pela polícia. “Muitas explosões foram ouvidas. Uma pessoa teria sido neutralizada e outra foi ferida”, afirma a jornalista.

Publicidade

De acordo com as informações levantadas até agora, a pessoa detida em Schaerbeek tinha uma bolsa com explosivos. Segundo o prefeito do bairro, Bernard Clerfayt, as operações policiais no local já foram concluídas.

O bairro Schaerbeek já havia aparecido em diferentes momentos na investigação policial sobre os terroristas. Foi lá que a polícia belga encontrou explosivos e malas repletas de pregos e vidros, num apartamento que teria sido alugado pelos irmãos El Bakraoui.
As impressões digitais e o DNA de Salah Abdeslam também foram encontradas em um apartamento da cidade, onde os explosivos utilizados nos atentados de 13 de novembro em Paris teriam sido fabricados.

Operação têm relacção com prisão em Paris

De acordo com fontes policiais, a operação desta tarde tem ligação com a prisão de Reda Kriket, de 34 anos, ontem à noite na cidade de Argenteuil, a noroeste de Paris, que levou à descoberta de fuzis, entre eles vários kalachnikov, e de explosivos em um apartamento.

Reda Kriket, que morava antes em Bruxelas, fazia parte do movimento jihadista do líder belga Khalid Zerkani, assim como Abdelhamid Abaaoud, susposto mentor dos ataques de Paris, e Najim Laachraoui, homem-bomba que se explodiu no aeroporto de Bruxelas.

Atualmente na prisão, Khalid Zerkani é descrito pela justiça belga como o maior recrutador de jihadistas na Bélgica. Ontem à noite seis homens foram detidos em Bruxelas, três deles dentro de um carro em pleno centro da capital, ao lado do Palácio de Justiça.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.