EgyptAir confirma ter encontrado destroços do avião que caiu no Mediterrâneo

Policiais patrulham no aeroporto Charles de Gaulle, em Paris. 19/05/16
Policiais patrulham no aeroporto Charles de Gaulle, em Paris. 19/05/16 REUTERS/Christian Hartmann
Texto por: RFI
2 min

A companhia aérea EgyptAir confirmou que encontrou os destroços do avião da empresa que caiu nesta quinta-feira (19) com 66 pessoas a bordo quando fazia o trajeto entre Paris e Cairo.

Publicidade

"O ministério egípcio da aviação civil acaba de receber uma carta oficial do ministério egípcio das Relações Exteriores que confirma a descoberta de destroços do voo desaparecido MS804", anunciou a empresa em sua conta no Twitter. "A equipe de investigação egípcia, em cooperação com as autoridades gregas ainda continuam procurando outras partes do avião", acrescentou.

Três investigadores franceses e um conselheiro técnico da Airbus viajaram para o Cairo para participar das investigações sobre o desaparecimento da aeronave, anunciou em Paris o secretário dos Transportes, Alain Vidalies. "Vamos participar da investigação", afirmou à rádio RTL.

O Escritório de Investigação e Análise (BEA), autoridade encarregada das investigações de segurança na aviação civil francesa, confirmou em seguida, em um comunicado, ser competente uma vez que a aeronave foi fabricada na França.

Os três investigadores do BEA e o conselheiro da Airbus poderão "aconselhar as autoridades egípcias na organização de buscas submarinas com vistas a localizar o avião e as caixas-pretas", destacou o comunicado.

O avião da Egyptair deixou a capital francesa com destino ao Cairo com 66 pessoas a bordo, entre as quais 30 egípcios e 15 franceses, e caiu no Mediterrâneo após desaparecer das telas do radar. As causas da queda ainda são desconhecidas, mas autoridades egípcias cogitam a possibilidade de se tratar de um atentado.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.