Itália/ Mussolini

Com nome de imperador, bisneto de Mussolini entra na política

Imagem do vídeo do lançamento da campanha Caio Julius Caesar Mussolini
Imagem do vídeo do lançamento da campanha Caio Julius Caesar Mussolini Reprodução La Republicca

O bisneto do ditador italiano Benito Mussolini, que leva o altivo nome de Caio Julius Caesar Mussolini, se declara candidato para as eleições europeias com o partido de extrema direita Fratelli d'Italia (Irmãos da Itália).

Publicidade

"Muitos querem colocar o nome de Mussolini na folha de votação", disse o ex-oficial da Marinha, nascido há 50 anos na Argentina, mas que passou sua infância entre a Itália e a Venezuela.

Em uma entrevista publicada na terça-feira (9) pelo jornal romano Il Messaggero, ele disse que não foi escolhido por seu sobrenome, mas por seu senso de dever e experiência.

Homem de negócios, dois diplomas universitários e experiência internacional como funcionário da Finmeccanica, gigante industrial do Estado italiano, Caio Mussolini está lançando pela primeira vez na política, apesar do fato de que a história de sua família desencadeia reações conflitantes.

"Defenderei os interesses nacionais em todos os atos e votações", prometeu o "novo Mussolini", que também leva o nome do famoso imperador romano.

Não é o primeiro Mussolini que entra na política. Sua prima, Alessandra Mussolini, neta do Duce, é membro do Parlamento Europeu desde 2014 e já foi senadora e deputada nacional.

A Itália está pendendo cada vez mais para a direita com a política xenófoba do governo de coalizão entre a direitista Liga e o antissistema Movimento 5 Estrelas, de modo que não surpreende a estreia na política de outro herdeiro de Mussolini num partido de extrama direita.

(Com informações da AFP)

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.