Acessar o conteúdo principal
Papa/ polêmica

Papa Francisco pede para fiel “não mordê-lo” em troca de um beijo

Papa Francisco beija religiosa que vibrou com a sua chegada, mas advertiu: "nao morda!".
Papa Francisco beija religiosa que vibrou com a sua chegada, mas advertiu: "nao morda!". Vatican Media/Handout via REUTERS
Texto por: RFI
2 min

O papa Francisco brincou nesta quarta-feira (8) com uma religiosa no Vaticano que lhe pediu um beijo. “Eu lhe dou um beijo, mas fique calma. Não me morda”, disse o pontífice, que foi alvo de críticas na semana passada por ter afastado uma fiel que insistia em segurar a sua mão.

Publicidade

Nesta quarta-feira, durante a audiência geral semanal do líder da Igreja Católica, a religiosa, entusiasmada, gritou “Viva o papa”. Francisco então se dirigiu a ela e beijou a sua bochecha, antes de fazer o comentário recheado de humor, que provocou risos e aplausos.

Esta foi a primeira vez que o papa argentino encarou a multidão desde que, em 31 de dezembro, foi filmado afastando de uma maneira rude uma asiática que não soltava o seu braço na praça São Pedro, e ainda deu dois tapas na mão dela. O pontífice demonstrou ter sentido dor e se retirou visivelmente irritado.

O vídeo gerou uma série de críticas, debates e memes na internet, sobre até que ponto vai a paciência papal. No dia seguinte, Francisco – que comemorou 83 anos em dezembro – pediu desculpas por ter “perdido a paciência”. No mesmo dia, ele condenou a violência contra as mulheres.

Contato com o público

Francisco, que quebra protocolos e medidas de segurança desde que assumiu o papado em 2013, adora o contato direto com o fiéis, incluindo abraçá-los e beijá-los em eventos públicos. Ao longo desses sete anos, o papa é conhecido por tirar selfies com o público e até aceita beber o mate que os sul-americanos lhe oferecem. A bebida é tradicional na Argentina.

Com informações da AFP

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.