Acessar o conteúdo principal

Covid-19: uso de máscara torna-se obrigatório em espaços abertos de Bruxelas e arredores

Aumento de casos de coronavírus na Bélgica levou governo a estender a obrigatoriedade das máscaras a todos os espaços abertos da capital e arredores a partir desta quarta-feira (12).
Aumento de casos de coronavírus na Bélgica levou governo a estender a obrigatoriedade das máscaras a todos os espaços abertos da capital e arredores a partir desta quarta-feira (12). Aris Oikonomou / AFP
Texto por: RFI
3 min

O uso de máscaras é obrigatório a partir desta quarta-feira (12) nos espaços públicos da região de Bruxelas e de outros 19 municípios da periferia da capital belga, anunciou o governo em um comunicado. As autoridades estão sob alerta depois que o número de contaminações por Covid-19 ultrapassou a marca de 50 casos por 100 mil habitantes nos últimos dias. 

Publicidade

O uso de máscara já era obrigatório em todos os locais fechados de Bruxelas desde julho. No entanto, o aumento de infecções --600 casos adicionais diários em uma região de 1,2 milhão de habitantes--  levou o governo a ampliar a medida.

"Nesta quarta-feira, 12 de agosto, a taxa de incidência no território de Bruxelas alcançou a média de 50 casos de contaminação de Covid-19 para cada 100 mil habitantes nos últimos sete dias", afirma o comunicado do governo regional. Por isso, as autoridades determinaram o uso de máscara para todas as pessoas maiores de 12 anos "nos locais públicos e nos locais privados acessíveis ao público no conjunto do território da região de Bruxelas", completa a nota.

A norma publicada nesta quarta-feira prevê exceções, como a prática de esporte e algum tipo de trabalho que exija esforço físico na via pública. Também exime as pessoas com algum tipo de deficiência que não podem usar máscara ou protetor facial.

A determinação não afeta no momento as províncias das outras duas regiões da Bélgica, Flandres (norte) e Valônia (sul).

Alta taxa de mortalidade

A Bélgica, com 11,5 milhões de habitantes, registrou mais de 75 mil casos e 9.879 mortes por Covid-19. A taxa de mortalidade da doença no país é a mais elevada do mundo: 8,64 óbitos por 10 mil habitantes. 

No entanto, o método de contabilização das autoridades belgas também é um dos mais complexos. Os balanços incluem as vítimas prováveis, sem a necessidade de um teste de diagnóstico que confirme a doença.

(Com informações da AFP)

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.