Acessar o conteúdo principal

Covid-19: com mais de 400 mil mortos, países europeus flexibilizam lockdown

Clientes fazem filas diante de uma loja de roupas neste sábado (28), em Paris, após relaxamento de lockdown.
Clientes fazem filas diante de uma loja de roupas neste sábado (28), em Paris, após relaxamento de lockdown. AFP - ALAIN JOCARD
Texto por: RFI
3 min

Vários países da Europa, entre eles a França, flexibilizam neste fim de semana o lockdown imposto para conter o avanço da pandemia de Covid-19. Mais de 400.000 mortes foram registradas no continente desde o início da epidemia, de acordo com um balanço publicado neste sábado (28).

Publicidade

Na França, todas as lojas podem abrir a partir deste sábado, algumas semanas antes do Natal, o que é um verdadeiro alívio para milhares de comerciantes, que tiveram que fechar suas portas em 30 de outubro, quando começou o lockdown imposto pelo governo. O comércio poderá abrir até as 21h (hora de Paris) e deve respeitar um protocolo sanitário rígido.

Na Polônia, os shoppings centers abrem a partir deste sábado. Já irlandeses e belgas terão que esperar até terça-feira (1°) para a reabertura das lojas. “Os esforços e sacrifícios de cada um entre nós funcionaram. Vidas foram salvas”, disse o primeiro-ministro irlandês, Micheal Martin, à rádio pública RTE.

Já o premiê belga, Alexander Croo, declarou que a situação no país melhora, “mas é importante manter essa direção”. Algumas regiões da Itália também devem diminuir suas restrições a partir de domingo (30), permitindo a reabertura de comércios que não vendem produtos considerados de primeira-necessidade. Mas nas regiões da Lombardia (norte), do Piemonte (noroeste) e da Calábria (sul), bares e restaurantes continuarão fechados, assim como na França e na Bélgica.

Restrições continuam

A Alemanha, considerada exemplo na luta contra a Covid-19, decidiu manter as restrições até início de janeiro. No Chipre, as autoridades decidiram impor um toque de recolher a partir de segunda-feira (30) e na Turquia, a mesma medida foi tomada, a partir deste sábado, em função da idade.

Na Grã Bretanha, o País de Gales vai endurecer as restrições visando bares e restaurantes para limitar a circulação do vírus antes do Natal. A Inglaterra impôs um sistema de alerta em três níveis para sair do lockdown, medida que não agrada os britânicos.   

Mas apesar do relaxamento das regras em alguns países, o continente europeu está longe de se livrar do coronavírus e a epidemia continua fazendo muitas vítimas. A Europa é a segunda região do mundo mais atingida e ultrapassou neste sábado 400.000 mortes por Covid-19.

Mais de 36.000 pessoas morreram na última semana, a média mais alta desde o início da pandemia. Os países mais atingidos são Reino Unido, com 57.551 mortos, a Itália, com 53.677 e a França, com 51.914 vítimas fatais.

(Com informações da AFP)

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.