Acessar o conteúdo principal

Criança é primeira vítima confirmada de terremoto na Croácia

Carro atingido pela queda de um poste na localidade de Sisak, após o terremoto que atingiu a Croácia nesta terça-feira (29).
Carro atingido pela queda de um poste na localidade de Sisak, após o terremoto que atingiu a Croácia nesta terça-feira (29). REUTERS - STRINGER
Texto por: RFI
3 min

Pelo menos uma menina de 12 anos morreu em decorrência do terremoto de 6,4 graus de magnitude ocorrido na manhã desta terça-feira (29) na Croácia, informou o primeiro-ministro croata, Andrej Plenkovic. O forte tremor provocou o desabamento de telhados e imóveis na cidade de Petrinja, no centro do país, e também foi sentido na capital, Zagreb.

Publicidade

O epicentro do terremoto, que aconteceu por volta de 8h30 no horário de Brasília, foi localizado a cerca de 50 quilômetros a sudeste de Zagreb. Em pânico, moradores da capital correram para as ruas.

O prefeito de Petrinja, Darinko Dumbovic, declarou em entrevista a um canal de TV local que as pessoas na cidade estavam desnorteadas, "tentando saber o destino de seus parentes”. As equipes de resgate intervieram rapidamente e o Exército também foi mobilizado para colaborar nas operações de buscas por sobreviventes soterrados pelos escombros. Em visita à região no meio da tarde, o primeiro-ministro Andrej Plenkovic disse que ainda não era possível estabelecer o número exato de vítimas.

Imagens de Petrinja, que tem uma população de quase 20.000 habitantes, mostram telhados em ruínas e ruas repletas de tijolos e outros detritos. O terremoto provocou corte de energia e as comunicações por telefone foram interrompidas em muitas residências.

O tremor foi sentido na vizinha Eslovênia, incluindo na capital Ljubljana, bem como na Hungria, Áustria e outros países da região, de acordo com o relato de testemunhas.

A usina nuclear de Krsko, localizada na Eslovênia, foi fechada "por precaução".

UE acompanha desdobramentos

“Estamos prontos para ajudar”, reagiu no Twitter a chefe da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen. “Os nossos corações estão com os feridos e com os socorristas”, também comentou Charles Michel, presidente do Conselho Europeu.

Nesta segunda-feira (28), ou seja, na véspera, um terremoto de menor magnitude havia atingido a mesma região, causando apenas leves danos materiais. Em março, Zagreb foi atingida por um tremor de magnitude 5,3, que causou sérios estragos. Os Bálcãs são uma área de forte atividade sísmica e terremotos são frequentes na região.

(Com informações da AFP)

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.